Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Paisagens mais excepcionais e pontos turísticos emblemáticos do mundo

Paisagens mais excepcionais e pontos turísticos emblemáticos do mundo
Honduras | Divulgação Booking.com

Milhões de pessoas viajam até a praia para pegar um bronze ou uma onda, mas alguns destinos à beira-mar são ainda mais especiais, pois contam com naufrágios surpreendentemente fotogênicos com uma história fascinante. Jornadas de contrabando que deram errado, relíquias subaquáticas exploradas pelos mergulhadores mais experientes, cada naufrágio é um conto intrigante sobre o embate entre a ambição humana e o poder desafiador do mar. A maioria esmagadora dos viajantes brasileiros afirma que paisagens excepcionais (88%*) e pontos turísticos emblemáticos (82%*) são importantes na hora de escolher o próximo destino de viagem. Estes lugares fascinantes contam com tudo isso. Quer mergulhar e desbravar o universo subaquático ou prefere tirar umas fotos surreais à beira-mar? A Booking.com mostra de perto as histórias fascinantes por trás destes belos e misteriosos naufrágios.

Costa dos Esqueletos, Namíbia

A Costa dos Esqueletos não ganhou esse nome à toa: essa região do litoral norte da Namíbia conta com milhares de embarcações naufragadas. Os ventos fortes, nevoeiro frequente e os mares turbulentos são alguns dos motivos que levaram esses navios a encalhar nas águas rasas ou serem abandonados para enferrujar na areia. Um dos naufrágios mais famosos da região, o navio Eduard Bohlen, só pode ser acessado por meio de um passeio guiado em um veículo 4x4. A embarcação naufragou na Costa dos Esqueletos em 1909 por causa do nevoeiro e é um lugar fascinante para quem gosta de naufrágios.

Onde se hospedar: O Shipwreck Lodge fica a 45 km de 4x4 da Möwe Bay e é uma acomodação afastada na Costa dos Esqueletos, com cabines inspiradas em naufrágios espalhadas pelas dunas. Essas estruturas têm vista para o Oceano Atlântico e contam com design exclusivo, semelhantes a peças de navios. As unidades usam energia solar e se misturam perfeitamente com o ambiente natural. Durante o dia, a acomodação organiza excursões ao Suiderkus, outro naufrágio famoso - um destino excelente para fotógrafos em busca do clique enigmático perfeito.

Gytheio, Grécia

Você não precisa de equipamento de mergulho para visitar este naufrágio, o que o torna perfeito para aventureiros de todas as idades. O Dimitrios fica bem na praia de Valtaki. Para chegar até lá, é só seguir a estrada panorâmica pelo litoral de Gytheio. Os moradores locais também adoram a região. O navio enferrujado encalhou nas águas rasas em 1981. Segundo os boatos, as autoridades portuárias apreenderam a embarcação por suposto contrabando de cigarros. Hoje em dia, os visitantes podem caminhar ou nadar até o naufrágio, pois as águas ao redor são cristalinas e bem rasas. A praia também é ideal para famílias, conta com um restaurante próximo e muito espaço para estacionar.

Onde se hospedar: A poucos passos da praia de Selinitsa, com vista para as águas azuis do Mar Egeu, o Niriides Resort é uma típica acomodação grega. Os apartamentos ficam a uma curta distância de carro do centro de Gytheio, a maior cidade de Mani, repleta de tavernas locais que servem peixe fresco. O sítio arqueológico de Mystras fica a 45 minutos de carro, em direção a Esparta, e absolutamente deve ser visitado. A belíssima antiga capital bizantina é cheia de ruínas medievais de palácios, mosteiros e igrejas.

Inis Oírr (Inisheer), Irlanda

O navio de carga MV Plassey naufragou no litoral de Inis Oírr em 1960, depois de lutar bravamente com as ondas fortes do Atlântico e os ventos poderosos que sopravam em direção à terra firme. O Plassey levava uísque, vitrais e fios de tecido no momento em que a tempestade fez a embarcação colidir com o rochedo Finnis Rock. Por sorte, toda a tripulação foi resgatada graças à ajuda dos moradores locais. O navio acabou sendo arrastado para fora do rochedo algumas semanas depois.

Onde se hospedar: O Sailing's Self Contained Rooms with Kitchen conta com acomodações iluminadas e modernas em Inisheer. O icônico naufrágio na costa leste de Inisheer fica a uma curta distância de carro, assim como o vilarejo colorido de Doolin. Doolin também é o lugar ideal para explorar as majestosas Falésias de Moher - um dos destinos mais famosos da Irlanda - conhecidas pela vista espetacular do litoral.

Roatán, Honduras

Roatán fica na segunda maior barreira de corais do mundo e é bastante recomendada para mergulho com cilindro e com snorkel por viajantes da Booking.com. Roatán também abriga o Odyssey, um dos maiores naufrágios submersos do Caribe. Assim como vários outros naufrágios em Roatán, essa embarcação foi afundada de propósito em 2002 para os mergulhadores poderem explorar e tirar fotos incríveis. Para explorar o Odyssey, é preciso ser experiente em mergulho com cilindro, por isso recomenda-se que você tenha um certificado de mergulho antes de se aventurar. Outro bom naufrágio em Roatán para praticantes de mergulho é o El Aguila. O navio de 75 metros de comprimento naufragou perto de Utila, enquanto transportava uma imensa carga de concreto. O navio foi dividido em 3 partes e levado a Roatán pelo Anthony”s Key Resort em 1997, depois naufragado novamente a 30 metros de profundidade para divertir os mergulhadores.

Onde se hospedar: Situado em Roatán, o Anthony's Key Resort oferece cursos de mergulho com cilindro e pode marcar um mergulho no Odyssey (a uma curta distância de barco do resort) ou no El Aguila (pertinho da praia). Os viajantes menos aventureiros podem relaxar na piscina ao ar livre, entre as palmeiras, ou curtir uma massagem relaxante.

Lanai, Havaí, EUA

A menor ilha habitada do Havaí é muito recomendada por viajantes da Booking.com por suas praias, tranquilidade e para relaxar. Lanai é um destino excelente para quem procura um refúgio mais afastado. A praia de Kaiolohia (Shipwreck) Beach conta com vários naufrágios em seus 9,5 km de extensão e fica a cerca de 45 minutos de carro de Lanai City. A praia não é muito boa para nadar, pois a correnteza é forte e o fundo do mar é rochoso demais. No entanto, os turistas continuam viajando para lá para ver um dos naufrágios mais famosos da ilha: o impressionante YOGN-42, um navio-tanque da Segunda Guerra Mundial que repousa a 200 metros do litoral norte da ilha. Para chegar em Shipwreck Beach, é só pegar a estrada de terra e curtir uma breve e bela caminhada. Se você quiser conhecer melhor as praias intocadas e as belezas naturais de Lanai, um veículo 4x4 é indispensável.

Onde se hospedar: Localizado no centro de Lanai City, o Hotel Lanai é uma acomodação histórica cercada de pinheiros. O hotel foi construído em 1923 e é o mais antigo da ilha, além de misturar perfeitamente o estilo polinésio tradicional com design moderno.

Tobermory, Ontário, Canadá

O Sweepstakes naufragou em 1885, em águas rasas, depois de colidir com um rochedo perto de Cove Island. A escuna tem 36 metros de comprimento e pode ser vista de cima em um passeio de barco com casco transparente saindo de Tobermory. O barco do século XIX está a poucos metros da superfície do porto Big Tub e é uma atração popular do Parque Nacional Marítimo Fathom Five. Quem gosta de se molhar também pode mergulhar com cilindro ou snorkel para conhecer melhor os destroços do navio. Flowerpot Island, com seus rochedos característicos, cavernas antigas e trilhas, fica a 6,5 km do litoral de Tobermory. Só é possível chegar lá de barco.

Onde se hospedar: A pousada Harbour 90 Adult Only B&B tem um lindo terraço com vista para a água e fica na cidade Tobermory, à beira do lago. The Grotto, no Parque Nacional da Península Bruce, é uma caverna com uma piscina natural de água azul, a apenas 20 minutos de carro da pousada. Se você quiser visitar a famosa Grotto nos meses de verão, reserve uma vaga de estacionamento com antecedência, pois o lugar costuma ficar bem movimentado.

SS Maheno, Austrália

Construído em 1905 para servir como um transatlântico, o SS Mahero foi usado como navio hospital na Primeira Guerra Mundial. Quando a guerra acabou, o navio voltou a transportar passageiros, até ser atingido por um ciclone e arrastado até o litoral da Fraser Island, a maior ilha de areia do mundo. Hoje em dia, os destroços do navio são uma atração turística popular e um dos lugares mais visitados da ilha. A Fraser Island é patrimônio da Unesco e conta com praias belíssimas, florestas exuberantes e uma fauna única, incluindo os dingos (cães selvagens australianos). A melhor forma de conhecer a natureza da ilha é alugar um veículo 4x4, pois as estradas são cheias de areia.

Onde se hospedar: O The Beachcamp Eco Retreat é um glamping único em Second Valley Eurong em Fraser Island, com vista do jardim e da praia. Só é possível chegar na acomodação em um veículo 4x4. Esse camping de luxo fica bem ao lado da imensa praia de 120 km de extensão em K’gari e conta com um sistema de água e energia elétrica alimentados por energia solar.

*Pesquisa encomendada pela Booking.com e conduzida de forma independente com 53.492 entrevistados em 31 mercados. Para participar desta pesquisa, os participantes deveriam ter mais de 18 anos, terem viajado pelo menos uma vez nos últimos 12 meses e serem responsáveis pela decisão ou estarem envolvidos no processo de tomada de decisão da viagem. A pesquisa foi respondida on-line e realizada entre 16 de outubro e 12 de novembro de 2018.


Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se