Por Rany Veloso

O deputado federal Átila Lira (PP-PI), em entrevista ao blog, disse que a PEC que cria novos auxílios aos caminhoneiros e aos taxistas vai ser aprovada na Câmara na próxima semana e desafia a Justiça a derrubar a legitimidade das ações. Isso porque, pela lei eleitoral, proibido aumentar ou conceder benefícios à população.

"Vamos aprovar e vamos ver se a Justiça vai ter coragem de retirar o auxílio caminhoneiro", dispara o deputado que é da base de Bolsonaro no Congresso e acredita que nem a oposição e nem a Justiça irão interferir na concessão dos benefícios.

Deputado do Piauí desafia a justiça a barrar auxílio para caminhoneiros - Imagem 1

"Sempre fui favorável às políticas de proteção social, o governo protegendo os segmentos que precisam do poder público", considera Lira.  

A PEC deve ser votada na Câmara na próxima semana, antes do recesso do Legislativo. 

VEJA O VÍDEO:

SOBRE A PEC DAS BONDADES

Foi aprovada em dois turnos no Senado, quase por unanimidade se não fosse por José Serra, a PEC (Proposta de Emenda à Constituição) das Bondades. Além de aumentar o Auxílio Brasil para R$ 600 e o vale-gás para R$ 120, a PEC cria mais benefícios de R$ 1 mil a caminhoneiros e de R$ 200 a taxistas.