mais
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Senado vai recorrer ao STF para Wilson Lima depor à CPI da Pandemia

O presidente da CPI anunciou há pouco: "o senado vai recorrer"

Senado vai recorrer ao STF para Wilson Lima depor à CPI da Pandemia
|

Por Rany Veloso

Assim que abriu a sessão desta quinta-feira (10), o senador Omar Aziz (PSD-AM), presidente da CPI da Pandemia, informou que o Senado vai recorrer da decisão da ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), na qual o governador do Amazonas, Wilson Lima, não é obrigado a comparecer no depoimento marcado para hoje. "Respeitamos a decisão, mas acredito que o governador perde uma oportunidade de esclarecer ao Brasil e ao povo amazonense o que aconteceu. Não é uma coisa rotineira. Faltou oxigênio. Pessoas morreram e o governador teria uma oportunidade para dizer ao Brasil e ao Amazonas o que se passou. Perde oportunidade de explicar os responsáveis pelas omissões e pelas pessoas que perderam parentes e amigos. Não dá para querer proteger alguém", justifica.

Na próxima semana, está marcado o depoimento do ex-secretário de Saúde do Amazonas, Marcellus Campelo, também alvo de operação da Polícia Federal sobre desvios de recursos da Saúde. "Espero que o ex-secretário, que estará aqui no dia 15, possa esclarecer. Vamos recorrer da decisão. Vamos respeitar, mas não vamos cessar nossa busca pela verdade dos que foram omissos e que deixaram de salvar vidas por questões ideológicas", declara Aziz.

A decisão de Rosa Weber é vista pelos senadores da base aliada como uma contradição do STF que ordenou a instalação da CPI, mas impede que governadores sejam ouvidos, uma vez que também fazem parte do objeto determinado da investigação. Eles temem que abra um precedente para que os  outros governadores não prestem depoimento.

Na oposição, os senadores respeitam a decisão, mas alguns vêem que não se estende aos outros chefes do Executivo nos estados, pois Wilson Lima não compareceu pelo fato de ser investigado e tem o direito de não produzir provas contra si, e não por ser governador.

Para Eduardo Girão (Podemos-CE), autor do pedido que estende a investigação da CPI aos estados e municípios, a decisão do STF enfraquece a comissão.

Jorginho Melo (PL-RS), disse ao blog que se Wilson Lima não veio tem algo a esconder.

Já Renan Calheiros (MDB-AL), acredita que a decisão do STF é coerente, pois não cabe investigar governadores e prefeitos.

Alessandro Vieira (Cidadania-SE) está otimista em relação à presença dos chefes do Executivo nos estados, pois para ele a decisão de Weber não interfere aos demais convocados.

VEJA CRONOGRAMA COM DEPOIMENTOS DE GOVERNADORES:

Helder Barbalho (PA): 29/06

Wellington Dias (PI): 30/06

Ibaneis Rocha (DF): 1º/7

Mauro Carlesse (TO): 02/07

Carlos Moisés (SC): 06/07

Antônio Garcia (RR): 07/07

Waldez Góes (AP): 08/07

Tópicos

comentários

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Desbloquear Notificações

Como desbloquear notificações

Na barra de endereço, clique no cadeado e em Notificações escolha a opção permitir, como na imagem abaixo

desbloqueio de notificação push

Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail