mais

26,8% dos municípios do Piauí ficam sem 1ª e 2ª da vacina Covid

No Brasil, de acordo com a pesquisa, 869 municípios ficaram sem vacina para aplicação da segunda dose

26,8% dos municípios do Piauí ficaram sem a 1ª e 2ª doses da vacina contra Covid-19 e 29,3% estão com risco iminente de falta de oxigênio no hospital ou Centro de Covid-19, mostra a  sexta edição da pesquisa realizada pela Confederação Nacional de Municípios (CNM) para entender o panorama do enfrentamento da Covid-19.

No Brasil, de acordo com a pesquisa, 869 municípios ficaram sem vacina para aplicação da segunda dose no prazo estipulado pelo informe do imunizante. Já a oferta da primeira dose ao grupo prioritário ficou em falta para 673.

A pesquisa ouviu 2.831 Municípios de todos os Estados entre os dias 26 e 29 de abril.

Outro ponto de alerta do estudo é em relação ao risco iminente de faltar medicamentos do chamado "kit intubação".

O levantamento mostra que no Piauí 22% dos municípios estão com risco iminente do hospital ficar sem medicamentos necessário para a intubação dos pacientes com Covid-19 em estado grave de saúde, o kit intubação.

O estudo mostra que essa ainda é uma preocupação para 641 Municípios. A pergunta vem sendo feita desde a primeira edição da pesquisa, realizada de 23 a 25 de março, quando 1.316 gestores locais afirmaram enfrentar esse risco. A CNM destaca que, apesar da queda, a situação ainda é crítica diante dos impactos que pode trazer ao tratamento das pessoas em estado grave. Nesta semana, a falta de oxigênio pode atingir 223 Municípios. Em março, esse número era 709.

Essas questões estão  vêm sendo levadas ao governo federal pela CNM em reuniões com o Ministério da Saúde. 

Na semana passada, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, informou as ações da pasta para garantir o abastecimento do "kit intubação", como pregão internacional sem fixação de preços e doações por parte da iniciativa privada e da Espanha. 

O levantamento também perguntou aos gestores se os recursos financeiros para a saúde (fundo a fundo) de 2021 eram maiores do que os repassados pelo governo nos primeiros quatro meses do ano passado.

No Piauí, 78% dos prefeitos responderam que houve redução nos repasses da saúde nos primeiros 4 meses de 2021 em comparação com o mesmo período do ano passado.

No Brasil, de 57% dos municípios afirmaram que houve redução nos repasses.

Tópicos

comentários

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Desbloquear Notificações

Como desbloquear notificações

Na barra de endereço, clique no cadeado e em Notificações escolha a opção permitir, como na imagem abaixo

desbloqueio de notificação push

Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail