mais
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Amigos fazem campanha para ajudar ídolo da música de Piracuruca

Amigos fazem campanha para ajudar ídolo da música de Piracuruca

No ano de 2017, por meio do Programa Geraldo Freire, da Rádio Jornal do Comércio, da Cidade de Recife (PE), o Pingo de Ouro, Roberto Muller, recebeu das mãos do cantor e compositor pernambucano, Nando Cordel, uma cadeira de rodas onde a mesma auxilia na sua locomoção até hoje.

Em Recife, num simples apartamento do bairro do IPSEP, foi feita a doação da cadeira de rodas e, no momento da entrega, a emoção tomou de conta tanto de Nando Cordel como da secretária/cuidadora, Dagmar Pereira, hoje, esposa de Roberto Muller. “Fico muito honrado porque o Müller já fez muita coisa boa para o povo brasileiro. É uma honra para mim estar aqui perto desse grande homem”, disse Nando Cordel.

Aos 83 anos de idade Roberto Müller vive apenas de uma aposentadoria de menos que dois salários mínimos. O dinheiro que deveria receber, anualmente, dos seus direitos autorais, desapareceu. Pois, só recebe pequeno valor  depois de quase 70 discos gravados.

Hoje, depois de um AVC, de um infarto e do Alzheimer , necessita da solidariedade dos colegas cantores, dos amigos e fãs.

A difícil situação vivida por Roberto Müller foi tornada pública por um vídeo gravado pelo cantor Tarcys Andrade que pede o apoio de todos, para garantir uma melhor qualidade de vida a este grande artista.

O crítico de MPB e jornalista José Teles, descreve muito bem como hoje se encontra Roberto Muller, que ganhou o apelido  de Pingo de Ouro, por medir 1,53 de altur.

Ele namorou cantoras famosas como Clara Nunes.

O a partamento onde vive é modesto, no térreo de um edifício caixão, no IPSEP, Bairro da Zona Sul do Recife. Logo à entrada, uma estante recheada de troféus, discos de ouro, medalhas. As paredes da sala, do corredor e de dois quartos estão cobertas por fotos emolduradas. Não cabe tudo ali dentro. Na área externa, um puxado, com vaga para um carro, protegida por grades, abriga mais lembranças: partituras, recortes de jornais e revistas, toda vida artística do dono.

Ali, naquele pequeno museu, mora o piauiense de Piracuruca, José Ribamar da Silva, o Roberto Muller, um dos cantores mais populares do País entre os anos 60 e 70. As fotos espalhadas pelas paredes do apartamento mostram o piauiense ao lado de uma Gretchen nos anos 70, com Chacrinha, em cujo programa recebeu discos de ouro, com Agnaldo Timóteo, e Jerry Adriani, de quem foi amigo. 

Naturalmente, não faltam fotos em solenidades com prefeitos, com o presidente José Sarney, a governadora Roseana Sarney, a lista é extensa.

Em 1963, após dois compactos, lançou seu primeiro álbum Nunca Mais  Brigarei  Contigo”, conquistando definitivamente um lugar de destaque no cenário artístico nacional.

A partir de então, Muller tornou-se presença obrigatória nos programas de televisão. Finalmente, depois de se apresentar na “Discoteca do Chacrinha”, na extinta TV Tupi, ganhou o título de “Pingo de Ouro do Brasil” do próprio Abelardo Barbosa. Roberto Muller tem o dom de cantar a dor de cotovelo, a música romântica dos apaixonados. 

Neste ano ele completou 65 anos de carreira e 83 de idade e tem cerca de 70 discos gravados entre LPs e CDs. Entre os muitos prêmios ao longo da carreira estão inclusos seis discos de ouro.

Na sua discografia há um bolero, com letra trágica de tango, que o Brasil escuta há 52 anos. Um hit que estourou em 1968: “Não foi o meu maior sucesso, mas foi a que mais me deu dinheiro”, diz Muller. 

"Uma noite sentou-se a minha mesa/ E entre tragos lhe dei todo o meu amor/ Transcorreram só duas semanas/ Como em sonho, minha vida se acabou/ Desde então os rios do meu pranto/ Confortaram a cruz da minha dor/ Ninguém sabe que meus males são tão grandes/ Que me partem, o coração/ Mas conforta e eu sei que está em minhas mãos/ Aliviar-me desta amargura/ Se um amor nasceu de uma cerveja/Outra cerveja tomarei para esquecer", diz o bolero

Tópicos

comentários

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Desbloquear Notificações

Como desbloquear notificações

Na barra de endereço, clique no cadeado e em Notificações escolha a opção permitir, como na imagem abaixo

desbloqueio de notificação push

Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail