Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Arimateia Azevedo é transferido para Penitenciária Irmão Guido

Ao prestar depoimento aos delegados do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco), após assinar delação premiada, o professor Francisco de Assis Barreto vai para prisão domiciliar. Ele relatou todo o esquema de chantagem do qual o jornalista Arimateia Azevedo supostamente praticaria extorsão na publicação e eliminação de reportagens negativas.

Arimatéia Azevedo e Francisco de Assis Barreto estão presos desde o dia 12 de junho acusados de extorsão e receberem R$ 20 mil para a exclusão no site AZ de reportagem negativa contra o cirurgião plástico Alexandre de Andrade Sousa, que os denunciou na Polícia Civil.

Após a delação premiada, o coordenador do Greco, delegado da Polícia Civil Tales Gomes solicitou a prisão domiciliar para a professor, de 61 anos, pois é do grupo de risco para a infecção da Covid-19; por não participar dos quadros de redatores do site AZ, e por ter um filho com síndrome de Down.

LEIA MAIS: Arimateia Azevedo: Desembargador nega soltura de professor preso 

O pedido de prisão enviado pela defesa do professor Francisco de Assis Barreto, apontado como coautor do crime, foi acatado pelo juiz Valdemir Ferreira dos Santos, da Central de Inquérito da Comarca de Teresina. 

Na decisão, o juiz Valdemir Ferreira levou em consideração que o professor não possuía nenhum vínculo empregatício no site AZ e, assim, não poderia interferir na publicação de reportagens. 

Em seu depoimento, o professor Francisco de Assis Barreto confirmou o depoimento concedido ao Greco pelo cirurgião plástico Alexandre de Andrade Sousa, como mostrou outros casos de suposta extorsão praticada por Arimatéia Azevedo,  que nega os crimes.

LEIA MAIS: Arimateia Azevedo recebeu R$ 20 mil após extorquir médico em Teresina 

Empresários e advogados prestaram depoimentos no Greco denunciando Arimatéia Azevedo por suposta extorsão.

O jornalista e proprietário do sitel AZ, Arimatéia Azevedo, preso acusado de suposta  extorsão ao cirurgião plástico Alexandre Andrade Souaa, foi transferido na terça-feira (16), para a Penitenciária Regional Irmão Guido, em Teresina.

O jornalista estava preso no 12° Distrito Policial, na zona Leste da capital. Como o Tribunal de Justiça do Piauí negou o pedido de prisão domiciliar para o jornalista, a transferência precisou ser realizada na terça-feira.

Confira o vídeo:



Tópicos
Compartilhe

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar