Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Oito assaltantes, armados com fuzis, roubam R$ 300 mil do Banco do Brasil e, em tiroteio, ferem seis pessoas

Oito assaltantes, armados com fuzis, roubam R$ 300 mil do Banco do Brasil e, em tiroteio, ferem seis pessoas

Oito assaltantes, armados com fuzis, roubam R$ 300 mil do Banco do Brasil e, em tiroteio, ferem seis pessoas

Oito assaltantes, armados de fuzis 762, roubaram nesta quarta-feira R$ 300 mil de agência do Banco do Brasil (BB) de Luzilândia (281 km de Teresina), promoveram tiroteio e deixaram seis pessoas feridas, que foram atendidas no hospital do município.

O assessor de Imprensa do Banco do Brasil, Sávio Rodrigues, afirmou que os assaltantes destruíram vidros, terminais de atendimento ao consumidor e a fachada da agência, e fizeram funcionários do banco de reféns, depois liberados durante a fuga dos bandidos.

Ele afirmou que os técnicos de segurança do Banco do Brasil de Fortaleza chegarão hoje em Luzilândia para avaliar os prejuízos e se as imagens captadas por câmeras do circuito interno durante o assalto foram preservadas.

Assaltantes armados invadiram na manhã de ontem do Brasil do município de Luzilândia, que fica na praça da prefeitura municipal.

O assessor de imprensa do Banco do Brasil, Sávio Rodrigues, disse que a instituição ficou por um tempo sem grandes informações do que estava acontecendo, já que os assaltantes cortaram as linhas telefônicas e não era possível entrar em comunicação.

Os assaltantes do Banco do Brasil do município de Luzilândia concluíram assalto e fugiram para Esperantina.

Houve tiroteio durante o assalto e entre os que correram estava o Lucas Celebridade, morador da cidade de Luzilândia conhecido nacionalmente por sua vontade de ser celebridade.

Na hora do tiroteio, o gerente do BB, o subgerente foram feitos reféns. Tinham 20 pessoas dentro da agência bancária.

A Comissão Investigadora do Crime Organizado (CICO) teve informações que durante o assalto dois policiais militares foram baleados, mas não estão em estado grave. Eram oito assaltantes armados de fuzil 762. Antes do assalto ao banco eles invadiram a delegacia da Policia Civil para evitar a repressão policial.

Seis pessoas ficaram feridas durante o assalto ao Banco do Brasil de Luzilândia, ocorrido por volta das 10h30. Um dos feridos é o vigia Edson Martins Barros, 42 anos, que levou oito pontos na cabeça, após ser ferido dentro do banco.

A quadrilha armada assaltou o banco quando tinha cerca de 20 pessoas no local. Houve tiroteio e correria. Estilhaços de tiros feriram também cinco pessoas no braço, cabeça e alguns idosos, que iriam receber aposentadoria, passaram mal dentro do banco.

O auxiliar administrativo do hospital de Luzilândia, Pedro Ferreira Neto, confirmou que seis pessoas foram socorridas no hospital, após o assalto. Muitos com pressão alta e em estado de choque.

Os assaltantes levaram cerca de cinco reféns, entre funcionários do Banco do Brasil e clientes.

A quadrilha chegou em duas caminhonetes, atirando e invadiu o banco. Na hora do assalto tinha cerca de 20 pessoas dentro do banco para receberem pagamentos e ficaram como reféns.

Muitos gritaram devido os tiros.

A ação durou cerca de 30 minutos. Os policiais civis e militares conseguiram impedir a fuga dos bandidos que levaram reféns.

Ao saírem da agência, os assaltantes levaram cinco pessoas de reféns: o gerente, o subgerente, um dos seguranças e dois clientes.

O delegado Regional de Esperantina, Gregório Neto, informou que os bandidos estavam em uma Hillux cor prata.

Segundo Gregório Neto, os policiais reforçaram a presença nas divisas da cidade.

Uma das caminhonetes utilizadas pelos bandidos no assalto à agência do Banco do Brasil, uma S-10, foi incendiada em frente à Associação Atlética Banco do Brasil (AABB) antes do assalto.

O veículo tinha sido roubado na semana passada. O bando tomou de assalto outra caminhonete, uma Hilux prata, e antes de invadir o banco e chegou a um posto de combustível para encher o tanque.

Os reféns foram liberados ainda em Luzilândia, um próximo ao Matadouro Municipal, na saída da zona urbana da cidade e outro no povoado Olho D?Água Grande, na zona rural.










Tópicos
Compartilhe

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar