Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Até agora, 3,466 toneladas de óleo foram recolhidas de praias no Piauí

A Marinha do Brasil divulgou um balanço do trabalho de limpeza das praias localizadas no Litoral do Piauí. Desde as primeiras ocorrências, já foram retiradas 3,466  três toneladas de resíduos contaminados em Ilha Grande, Parnaíba, Luís Correia e Cajueiro da Praia, desde o início do monitoramento em setembro.

Segundo o levantamento, só nos últimos três dias foram recolhidos 2.768 Kg de óleo. A praia de Pedra do Sal foi local onde houve uma quantidade expressiva de mancha de óleo, pois no feriado foram recolhidos do local 201 Kg, no dia seguinte este número foi oito vezes maior com 2,151 toneladas de  resíduos oleosos, informou a auditora fiscal ambiental da Secretaria Estadual de Meio Ambiente, Waneska Vasconcelos.

Divulgação/Marinha

O comandante da Capitania dos Portos do Piauí, capitão Benjamin Dante Duarte, os técnicos do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) sobrevoaram a área do Delta do Parnaíba, o único delta de mar aberto das Américas e constataram que uma tonelada de óleo chegou no local, onde o rio Parnaíba despeja suas águas no oceano Atlântico, na divisa do Piauí e Maranhão. “Teve um sobrevoo ontem e segundo o representante do ICMBio, cerca de uma tonelada de óleo atingiu o Delta do Parnaíba”, disse o capitão Benjamin Dante Duarte.

Waneska Vasconcelos informou que desde o dia 14 de novembro o óleo atingiu as Praias do Coqueiro, Peito de Moça, Atalaia, em Luís Correia, Pedra do Sal, em Parnaíba, e Praia do Pontal, no município de Ilha Grande, que fica dentro da área do Delta do Parnaíba. Segundo Waneska Vasconcelos, continuam interditadas e com placas instaladas informando a interdição nas praias de Atalaia, Peito de Moça e Pedra do Sal. Ela disse que as três praias interditadas somente poderão ser liberadas para banho depois da análise feita pela Universidade Federal do Delta, em Parnaíba.

Vasconcelos adiantou que as águas das três praias serão coletadas nesta segunda-feira (18) para análise pela Universidade Federal do Delta. “A interdição das praias atende a Resolução do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Cosama), que prevê a interdição das praias quando estão impróprias para o banho”, falou Wanessa Vasconcelos.

A limpeza do Delta do Parnaíba deverá começar nesta segunda-feira e deverá demorar dias por causa das condições de dificuldade de acesso à área, com braços de rios estreitos e manguezal. A aeronave da Marinha detectou óleo na Barra da Melancieira, Iha do Caju, Ilha do Passeio e Ilha dos Poldros, no Delta do Parnaíba.

“Tivemos reuniões com o ICMBio, Exército e Marinha para traçar estratégia para a limpeza do Delta, que vai demandar muitos dias. Não é simples, não é uma coisa de um dia, são de vários dias”, falou o capitão Benjamin Dante Duarte.

O capitão Benjamin Dante Duarte informou que nesta segunda-feira o navio Guanabara, da Marinha, que está no Piauí desde o início do mês, começa a monitorar todo o litoral do estado do Piauí. “Neste momento não há óleo na superfície do mar”, falou.

A auditora fiscal ambiental da secretaria, Waneska Vasconcelos, disse que no sábado foram colocadas as placas indicativas de proibição de banho na Praia Peito de Moça e na Pedra do Sal. “Nós estamos fazendo o trabalho de fixação das placas e emissão da nota. Até o momento, foram colocadas as placas em Peito de Moça e na Pedra do Sal. Elas estão nessa mesma situação, manchas de óleo pulverizadas, tornando o banho impróprio na praia”, falou Waneska Vasconcelos.

Equipes da Marinha e Corpo de Bombeiros e da Secretaria de Meio Ambiente dos estados do Piauí e Maranhão fizeram limpeza dos pontos afetados para evitar que os mangues sejam afetados.

Divulgação/Marinha

Placas de proibição

No sábado, a Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Piauí (Semar) instalou duas placas de alerta sobre a proibição de banho na Praia de Atalaia, em Luís Correia, após o reaparecimento de manchas de óleo no litoral do Piauí. Na última quinta-feira (14), o órgão decretou a água do local imprópria para banho, mas a recomendação foi desrespeitada pelos turistas, que ficaram sujos de óleo e chegaram a compartilhar fotos pelo WhatsApp. A Semar também está utilizando as redes sociais para divulgar o alerta de proibição e orientado os banhistas do risco de intoxicação.

Divulgação/Semar

Equipes da Semar, Marinha e prefeituras de Luís Correia e Atalaia continuam com a força tarefa para limpeza das praias. Ao todo, seis praias do Piauí voltaram a ser atingidas com as manchas de óleo, sendo que uma delas fica no Delta do Parnaíba. De quinta até sexta-feira foram recolhidas cerca de uma tonelada das praias do litoral piauiense.

Segundo o comandante da Capitania dos Portos do Piauí (CPPI), capitão de fragata Dante Duarte, as manchas de óleo são diferentes das outras vezes, que tinham aspecto de massa. Desta vez, elas são pulverizadas, do tamanho de uma moeda, e ficam na areia e na água.

A governadora em exercício, Regina Sousa, afirmou que o comandante da Capitania dos Portos do Piauí, capitão Benjamin Dante, a comunicou, na manhã de sábado (16), que as manchas de óleo chegaram nas áreas do Delta do Parnaíba, onde o rio Parnaíba, desemboca no oceano Atlântico, na divisa dos estados do Piauí e Maranhão. Segundo Regina Sousa, a Marinha e a Força-Tarefa se deslocaram para a limpeza do Delta do Parnaíba e o comandante Benjamin Dante vai informar como está a situação, mas sabe que a Ilha das Canárias foi atingida pelas manchas de óleo.


Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Localização

Definir a localização padrão

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Fique por dentro

Receba notícias quentinhas diretamente no seu whatsapp

Continuar

Falta pouco, agora escolha as categorias que deseja receber notícias

Aperte (ctrl + clique) para selecionar vários
Pronto!

Agora você passará a receber novidades diretamente no seu whatsapp.

Termos de uso

Texto

Política de privacidade

Texto