mais

Coleta seletiva cresce com flexibilização das atividades em Teresina

Coleta seletiva

Dados da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Semduh) mostram que voltaram a crescer os números da coleta seletiva de lixo, que ficou parada por 56 dias devido à pandemia do novo coronavírus. No mês de agosto, 121 instituições entre repartições, bares, restaurantes, empresas e condomínios solicitaram os serviços de coleta.  Com a flexibilização dos setores econômicos, a expectativa é que o volume de coleta cresça ainda mais.

A coordenadora de limpeza pública, Lílian Guimarães, explica que a Semduh realizou várias ações de educação ambiental, com divulgação de vídeos nas mídias digitais, para continuar conscientizando as pessoas sobre a importância da coleta seletiva. “O retorno dos materiais recicláveis para a cadeia de consumo é um ganho ambiental de grande importância. Uma das vantagens é o aumento do tempo de vida útil dos aterros, pois quando se faz a coleta seletiva, separam-se os materiais que são recicláveis e não são dispostos no aterro. A coleta também previne doenças e epidemias, uma vez que o lixo é descartado em locais seguros”, ressalta a gestora. 

Coleta seletiva cresce com flexibilização das atividades em Teresina - Imagem 1

Adriano Costa, síndico de um condomínio localizado na zona Leste de Teresina, resolveu aderir a coleta seletiva no mês de julho. Ele não imaginava que a produção de lixo reciclável seria tanta. “Fiquei surpreso porque não tinha noção do quanto produzimos lixo que pode ser reaproveitável. Acho que é um serviço bom porque educa as pessoas e os moradores passam a se policiar sobre o descarte do lixo correto. Os zeladores também contribuem ajudando a separar corretamente”, conta o morador. 

Para garantir a correta destinação e aproveitamento sustentável de resíduos como plástico, metal, papel e vidro, a Prefeitura de Teresina vem realizando um trabalho de educação ambiental desde 2014. Atualmente, existem 25 Pontos de Entrega Voluntária de Resíduos Recicláveis (Pevs) distribuídos em todas as zonas da cidade, nas praças, parques, supermercados e pontos turísticos, como o Mirante da Ponte Estaiada.

Especialistas ressaltam que o descarte adequado do lixo é uma conduta que beneficia não só o meio ambiente, como também garante o sustento de muitas famílias que fazem a venda desses materiais que são doados pelo município.

Os materiais recicláveis da coleta são separados por tipos e associados a cores: metal (amarela), plástico (vermelha), papel/papelão (azul), vidro (verde). Podem ser descartadas panelas sem cabo, chapas de metal, molduras de quadros, objetos de alumínio e aço sem resíduos de alimentos, jornais, revistas, impressos em geral, caixas de papelão desmontadas, garrafas de vidro, garrafas PET, sacolas plásticas, canos e tubos PVC, embalagens de produtos de higiene. De acordo com a equipe de Educação Ambiental, papelão e vidro são os materiais mais descartados.

Para saber quais os endereços de pontos de coleta seletiva e outras informações basta ligar para o número 3218-1126.

Tópicos

comentários

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Desbloquear Notificações

Como desbloquear notificações

Na barra de endereço, clique no cadeado e em Notificações escolha a opção permitir, como na imagem abaixo

desbloqueio de notificação push

Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail