Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Damares Alves diz que WD mandou entrar em casas sem mandado

Damares Alves diz na reunião que Wellington Dias mandou entrar nas casas sem mandado no combate ao Covid-19 e ameaçou prisão

Efrém Ribeiro 

Da Editoria Geral 


O  ministro do Supremo Tribunal Federal(STF) Celso de Mello divulgou na sexta-feira (22) o vídeo da reunião ministerial do governo do presidente Jair Bolsonaro de 22 de abril, que integra o inquérito que investiga suposta interferência do presidente da República na Polícia Federal.

Em um dos trechos, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) crítica prefeito que manda algemar comerciante que queria abrir comércio com algemas  e o Supremo Tribunal Federal (STF) não fez nada, quando o próprio STF já proibiu o uso de algemas.

"Um prefeito mucureba manda algemar comerciante e o Supremo não faz nada, quando ele mesmo proibiu o uso de algemas" , falou Wellington Dias.

Na reunião de duas horas, a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, disse que o governador Wellington Dias (PT) mandou entrar nas casas sem mandado da Justiça.

Ela afirmou que dois governadores iriam ser presos. 

"A maior violação de direitos humanos da história do Brasil nos últimos trinta anos está acontecendo neste momento, mas nós estamos tomando providências. A pandemia vai passar, mas governadores e prefeitos responderão processos e nós vamos pedir inclusive a prisão de governadores e prefeitos. E nós tamo subindo o tom e discursos tão chegando. Nosso ministério vai começar a pegar pesado com governadores e prefeitos. Nunca vimos o que está acontecendo hoje. Se eles falavam que nós éramos violadores de direitos, eles estão, inclusive, o governador Wellington, agora, .i ontem, determinou que a polícia poderá entrar nas casas. Vocês não ... imagina o que ele vai fazer! Poderá entrar na casa", declarou Damares Alves.

O presidente Jair Bolsonaro quis saber se o governador Wellington Dias assinou a autorização para autorizar a entrada nas casas. Damares Alves afirma que sim

'Ele assina? Ele assi... Ele assina? ", indagou Jair Bolsonaro.

"Assinou! A polícia poderá entrar na casa sem mandato. Então, assim, as maiores violações estão acontecendo nesses dias. Então, nós estamos fazendo um enfrentamento, mais de cinco procedimentos o nosso ministério já tomou iniciativa e nós tamos pedindo inclusive a prisão de alguns governadores", afirmou Damares Alves. O material integra o inquérito que investiga suposta interferência do presidente da República na Polícia Federal, após denúncias do ex-ministro da Justiça Sergio Moro.

A reunião ministerial citada por Moro aconteceu em 22 de abril. Além do presidente Bolsonaro, estavam presentes o vice, Hamilton Mourão, Moro e outros ministros. Ao todo, 25 autoridades participaram do encontro.

Conforme diálogos do encontro, transcritos pela Advocacia-Geral da União no último dia 14, Bolsonaro reclamou da falta de informações da Polícia Federal e afirmou que iria "interferir". A declaração, no entanto, não deixa claro como ele faria isso.

A defesa de Moro pediu ao STF que divulgue a íntegra do material. Celso de Mello, então, pediu pareceres à AGU e à PGR.

Durante a busca pelo respeito ao isolamento social, uma operação da Polícia Militar (PM) e fiscais da Prefeitura de Teresina terminou com um comerciante preso e algemado em sua loja no conjunto Parque Piauí, no zona Sul da capital piauiense.


Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp
Siga-nos

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar