Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Dias envia projeto para dar auxílio a servidores com impacto deR$200mi

O governador Wellington Dias (PT) enviou para projeto de lei para a Assembleia Legislativa (Alepi) para a implantação ao auxílio-alimentação para todos os servidores públicos estaduais ativos, aposentados e pensionistas, inclusive para os professores, equivalente a 4,33% do salário.

De acordo com o secretário estadual de Administração e Previdência, Merlong Solano, a implementação do auxílio-alimentação representará um incremento de 18% à folha salarial do Estado, cerca de R$ 200 milhões anuais a mais aos cofres públicos.

“Nós estamos colocando para o ano de 2020 a inflação de 2019, que foi de 4,33%. Esse percentual vai ser implementado ao salário dos servidores ativos, aposentados e pensionistas. Além disso, vamos manter a política de promoção, oferecendo garantias a longo prazo aos servidores. Estamos saindo de uma situação difícil, porém as medidas que tomamos nos permitem as condições de voltar a garantir uma política salarial adequada e capacidade de investimento”, afirmou o governador Wellington Dias.

O governador Wellington Dias enviou para a Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi), o projeto de lei que legisla sobre o reajuste salarial e a política de vencimentos dos professores da Rede Estadual de Ensino. O texto foi entregue pelo secretário de Governo do Estado, Osmar Júnior, e pelo secretário Estadual de Administração, Merlong Solano, ao presidente da casa legislativa piauiense, Themístocles Filho (MDB).

A proposta apresentada pelo Governo oferece um incremento de 4,17% ao salário da categoria, garantindo um valor acima do piso nacional, além da incorporação do auxílio- alimentação aos vencimentos, este último fruto de um acordo firmado entre Estado e professores em 2017. O projeto do Governo estabelece o piso salarial dos professores em R$ 3.167,17, por 40 horas trabalhadas.

Segundo o secretário de Governo, Osmar Júnior, se aprovado pelo Assembleia Legislativa, o novo piso estadual deve entrar em vigor a partir do mês de maio, prazo necessário para que o valor se adeque à Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), que limita gastos do executivo com folha de pessoal estabelece um limite prudencial de 46.55% do Orçamento do Estado. “Acreditamos que, a partir do mês de maio, depois de uma política fiscal muito bem implementada pelo Estado, esteja fora do limite estabelecido pela LRF”, declarou.


Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar