Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Dilma e Congresso querem criar mecanismos contra onda de boatos

Dilma e Congresso querem criar mecanismos contra onda de boatos

Os boatos que estão sendo espalhados que atingem o governo federal e seus aliados são profissionais e podem ameaçar a segurança nacional caso atinja questões estratégicas como energia, economia, negócios e atividades governamentais e, por isso, a Presidência da República e o Congresso vão estudar mecanismos de segurança contra eles, inclusive com a possibilidade de elaboração de leis exigindo mais informações para quem cria endereços na internet e busca de acordos internacionais criando protocolos de segurança, informou o líder do PT no Senado, Wellington Dias (PI), que se reuniu na sexta-feira, em reuniões distintas, com a presidente Dilma Rousseff; como o ministro da Fazenda, Guido Mantega; com a ministra-chefe do Gabinete Civil, Gleise Hoffmann; e com a ministra da Relações Institucionais, Ideli Salvatti.

O senador Wellington Dias afirmou que a presidente Dilma Rousseff solicitou à sua equipe estudos de prevenção contra a onda de boatos porque os do suposto fim do Programa Bolsa Família e do pagamento de bônus para o Dia das Mães, causando correria, principalmente nos estados do Nordeste, às agência da Caixa Econômica Federal (CEF) não são isolados porque dia antes uma onda de boatos ganhou corpo em todo país informando que a senadora Ana Rita (PT-ES) tinha apresentado projeto no Senado prevendo a criação do Bolsa Prostituta pagando benefícios às profissionais do sexo, o que resultou na publicação de reportagens em sites, comentários nas redes sociais em todo o país; e depois, rede de telemarketing ajudou a espalhar boatos de que a deputada federal Nice Lobão (PSD-MA), mulher do senador e ministro das Minas e Energia, Edison Lobão Filho (PMDB-MA).

Os boatos sobre a suposta criação do Bolsa Prostituta, que pagaria R$ 2 mil para as prostitutas ganharam força no Nordeste, ganharam enquetes e debates nas emissoras de TV e discursos inflamados e contrários de deputados na Assembleia Legislativa do Piauí.

?Os boatos são profissionais como está apurando a Polícia Federal sobre a possibilidade de uma empresa de telemarketing do Rio de Janeiro ter espalhado os boatos sobre o fim do programa Bolsa Família e do pagamento de bônus do Dia das Mães. Esses serviços disparam 200 mensagens de sua só vez e criam tumulto, mas as investigações podem chegar em quem pagou à empresa de telemarketing, mas em muitos casos os boatos são espalhados por sites com endereços fora o país?, declarou Wellington Dias.

Ele afirmou que a Presidência da República está estudando formas de conter e se prevenir contra os boatos e o Congresso quer criar legislação para aumentar o controle e a coleta de informações sobre quem cria endereços na internet em um modelo semelhante ao exigido hoje para quem faz contrato com as companhia telefônicas para contas de telefones fixos e móveis.

?Para ter uma conta de telefone fixa ou móvel é preciso apresentar CPF e carteira de identidade, mesmo quando o telefone é pré-pago. Há uma dificuldade porque está se tratando de liberdade de expressão, mas é necessário criar mecanismos como exigência de identificação para a criação de endereços eletrônicos, como também é necessária a assinatura de protocolos internacionais porque algumas contas são criadas em outros países, mas para se comunicar com internautas brasileiros?, afirmou Wellington Dias.

Dias comentou que a Presidência da República percebeu que os boatos estão virando algo sistemático e que podem ter efeitos negativos na segurança nacional e atingir a economia como a cotação da Bolsa de Valores para gerar lucros para alguns grupos.

?Claramente se percebe que os boatos são profissionais, estão virando algo sistemático e visam causar tumultuo. Para acabar com isso ou minimizar seus efeitos é necessário a criação de regras mais preventivas. A Presidência da República está preocupada com esses boatos sistemáticos e asa consequências do que podem provocar?, disse Wellington Dias.


Tópicos
Compartilhe

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar