Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Empresas do Piauí aderem ao selo Turismo Responsável

No Piauí, 87 prestadores de serviços turísticos já solicitaram a emissão do selo “Turismo Responsável – Limpo e Seguro”. Em todo o Brasil já são mais de 11,3 mil pedidos. A iniciativa lançada pelo Ministério do Turismo há pouco mais de um mês tem como objetivo auxiliar que o setor de turismo brasileiro retome as suas atividades o mais breve possível e atenda aos pré-requisitos do novo perfil de turista que surgirá com a pandemia de coronavírus.

Os segmentos com maior número de solicitações do selo são: meios de hospedagem (41), agência de turismo (19) e transportadora turística (14). As cidades com maior quantidade de selo emitidos são Teresina (25), Cajueiro da Praia (19) e Parnaíba (16).

Fonte: Ministério do Turismo

Estão disponíveis protocolos para: meios de hospedagem; agências de turismo; transportadoras turísticas; organizadoras de eventos; parques temáticos; acampamentos turísticos; restaurantes, cafeterias, bares e similares; parques temáticos aquáticos; locadoras de veículos para turistas, guias de turismo, entre outros.

Para o secretário de Estado do Turismo, Flávio Nogueira Júnior, o selo é uma forma de tranquilizar os turistas e ainda engrandecer as empresas. “Por meio do selo, vemos que o trabalho parte não somente do empresário que busca por mais segurança no seu empreendimento, mas também dos turistas que são os fiscais e avaliam os locais que seguem as exigências dos protocolos. É importante que neste momento mais empresas façam a adesão, para, assim, mostrar aos turistas o interesse em recebê-los com proteção”, afirma o gestor.

O empresário do setor de agências viagens José Roberto Piovan garante que aderir o selo trouxe mais tranquilidade. “Não é uma obrigatoriedade, mas ainda assim nos sentimos responsáveis para aderir o selo, pois com ele mostramos o nosso interesse em continuar com a atividade turística com segurança. Certamente os turistas estarão mais exigentes e queremos acompanhar isso seguindo as medidas. Além de tranquilizar também os nossos colaboradores. Nós acreditamos que muitos empresários vão aderir, pois o selo é bastante positivo”, conclui empreendedor.

Para solicitar o selo, o interessado deve acessar o site da iniciativa, ler as orientações previstas no protocolo destinado ao segmento em que atua e estar com situação regular no Cadastur. Em caso positivo, ele adere à autodeclaração que atende aos pré-requisitos determinados e é encaminhado para uma área do site onde pode realizar o download do selo para impressão.

O selo, que é totalmente gratuito, deverá ser colado em local de fácil acesso ao cliente e conterá um QR Code pelo qual o turista poderá consultar as medidas adotadas por aquele empreendimento e/ou profissional. Além disso, possibilitará a realização de denúncias em caso de descumprimento, o que poderá resultar em revogação do selo.


Tópicos
Compartilhe

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar