Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Granja implanta painéis solares e economiza R$ 28 mil mensais

Efrém Ribeiro

Enviado a Valença do Piauí

O engenheiro agrônomo e administrador José Moreira implantou, em uma unidade de sua rede de granjas, a maior indústria avícola do Estado, em Valença do Piauí (224 km de Teresina), com 1,1 mil painéis solares em seus galpões, que geram 42 mil kilowatts por mês, que gerou uma economia em torno de R$ 28,560 mil mensais.

O avicultor José Moreira conta que, há alguns anos, vinha pensando em implantar energia solar em sua empresa na medida em que a granja foi crescendo, hoje com quatro unidades, em Valença do Piauí e na estrada de Novo Oriente do Piauí, para a produção de frangos de corte, de ovos, que abatem 220 toneladas de frangos por mês e com uma produção de 235 mil ovos por dia, destinados ao mercado do Piauí, em especial para as regiões de Picos, Floriano e Oeiras.

Crédito: Efrém Ribeiro

“Hoje, nós temos um consumo muito grande de energia”, afirmou José Moreira, lembrando que se não tivesse usando a energia solar em seus empreendimentos, estaria pagando em torno de R$ 100 mil por mês. A energia solar só abate o consumo de energia elétrica em uma unidade de produção de frangos de corte em Valença do Piauí”, diz José Moreira.

Conforme José Moreira, estaria pagando R$ 100 mil por mês, mas com a economia gerada pela energia solar, o talão de consumo de energia fica em pouco mais de R$ 70 mil mensais.

José Moreira possui 45 aviários, o que torna a Granja Moreira na maior estrutura de produção avícola do Piauí. “A gente tem um consumo muito grande de energia e temos que buscar diminuir essa conta”, define José Moreira. De acordo com José Moreira, os investimentos com a implantação das placas foi de R$ 1,3 milhão. “Com certeza, a gente percebe a economia com a implantação dos painéis solares”, fala.

Crédito: Efrém Ribeiro

Lucro de R$ 10 mil mensais

A unidade de produção de frangos de corte, onde estão instalados os 1,1 mil painéis solares, tinha gasto em torno de R$ 35 mil, e agora está pagando R$ 2,5 mil mensais. O engenheiro financiou 90% dos investimentos nos painéis solares e está pagando prestação R$ 9,5 mil por mês.  “É um abate de mais de R$ 28 mil mensais, só nessa granja. É um lucro de R$ 10 mil mensais com a economia provocada pela energia solar só nessa granja. Daqui a cinco anos, eu vou zerar essa conta”, adiantou.

José Moreira afirmou que já tem projeto de implantar painéis solares na maior granja, a de produção de ovos, onde paga uma conta de energia elétrica de R$ 45 mil mensais.

Crédito: Efrém Ribeiro

A Granja Moreira foi implantada em 1987 e está comemorando 32 anos e emprega 180 funcionários. “É muito importante o uso da energia renovável, da energia limpa, porque nós temos muito sol para produzir energia e precisamos baixar o custo de produção. É uma vantagem usarmos uma energia limpa, porque temos que pensar no futuro de nossos filhos, nossos netos, e é preciso melhorar mais o nosso planeta”, analisa José Moreira, lembrando que sua granja produz cerca de 90 mil frangos por mês.

Realmente, a Granja Moreira precisa de muita energia, porque a temperatura do Piauí é muito alta e os frangos precisam de uma temperatura de 25 graus Celsius, e é preciso climatizar os galpões para oferecer conforto térmico às aves, que com 35 dias de vida chegam a pesar dois quilos e meio. Os pintos precisam de uma temperatura de 31 graus Celsius, porque precisam ser aquecidos, e se não tiverem o conforto térmico, a mortalidade vai ser muito grande e não vão se desenvolver. As galinhas poedeiras também precisam de muita energia, porque a tecnologia empregada é muito grande, até com scanner e também de temperatura baixa. Para as outras granjas, José Moreira precisa produzir cerca de 80 KW.

Crédito: Efrém Ribeiro

Energia solar atrai clientes pelo uso da energia limpa

Efrém Ribeiro

Enviado a Barra Grande

Funcionária da Assembleia Legislativa aposentada, Teresa Furtado, resolveu comprar um terreno e construir uma casa de veraneio para seus filhos na praia de Barra Grande, no município de Cajueiro da Praia (396 km de Teresina), por isso, tem quatro suítes, cada uma para os três filhos, e uma para ela, e uma cozinha.

Com o tempo, Teresa Furtado foi procurada pelos amigos que pediam sua casa em Barra Grande emprestada ou alugada. Foi quando resolveu abrir uma pousada porque os custos da casa de veraneio eram muitos altos, tinha muita madeira. Começou alugando a casa e deu certo e, por fim, resolveu abrir uma pousada nos meses de férias e de alta estação, réveillon ou quando é solicitada por turistas.

Crédito: Efrém Ribeiro

No ano passado, durante um Festival Gastronômico, promovido pelo Serviço Brasileiro de Apoio à Micro e Pequena Empresa (Sebrae), em Barra Grande, algumas empresas participaram de uma exposição de seus produtos e serviços, e entre elas uma de implantação de sistema de energia solar.

“Eu achei tão interessante, o mundo inteiro está preocupado com essa energia renovável, energia limpa. Chamamos a empresa e eu não achei o investimento muito alto”, avaliou Teresa Furtado.

Foram implantados 20 painéis solares, com investimentos de R$ 38 mil, financiados pela Agência Piauí de Fomentos, do Governo do Estado, que tem juros mais baixos. Desde fevereiro, a pousada de Teresa Furtado e de seu marido, o empresário Vicente de Paula, implantou os painéis solares. 

Crédito: Efrém Ribeiro

Teresa Furtado está gerando, com os 20 painéis solares, uma média de 700 kilowatts por mês, e se não usa toda a energia gerada na pousada, o excedente é utilizado em seu apartamento em Teresina.

“Eu gero a energia solar, jogo na rede de energia elétrica. O que sobra eu desconto no consumo de energia de meu apartamento em Teresina. Se eu produzo 700 kilowatts por mês na pousada, que consome 300 kilowatts e uso no meu apartamento 300 kilowatts, sobram 100 quilowatts, que ficam de saldo para o mês seguinte”, afirmou Teresa Furtado.

Economia chega à metade dos gastos com eletricidade

Furtado explica que chega a economizar a metade dos gastos que teria com o pagamento de energia elétrica na pousada em Barra Grande e no apartamento. Atualmente, ela paga cerca de R$ 110,00 para a empresa Equatorial Energia, que é a taxa mínima, mais os R$ 30,00, quando antes chegou a pagar conta de consumo de energia elétrica na pousada de R$ 800 mensais, no período da alta estação turística.

“Vale muito a pena a geração de energia solar. Hoje, usamos na pousada ares-condicionados, bombas de água de poços tubulares, geladeira e bomba da piscina”, disse Teresa Furtado.

Ela declarou que estudos estão testando minibaterias para acumulação de energia solar durante o dia, e se faltar energia elétrica durante a noite, a gente pode usar a energia solar acumulada. Assim fica perfeito, porque mesmo faltando energia na rede, a gente já tem a energia acumulada durante o dia em minibaterias.

“As minibaterias vão servir como geradores de energia. Atualmente, as placas solares estão com preços mais baixos, mas as baterias são caras, ainda. As minibaterias vão reduzir os custos da acumulação da energia solar”, afirmou Vicente de Paula, acrescentando que a pousada está atraindo hóspedes porque usa energia limpa e renovável.

“A gente quer esse selo para agregar valor aos serviços da pousada e atrair clientes que estão preocupados com o planeta, preocupado sobre para onde vai o lixo, que tem preocupação e defende o uso de energia limpa e renovável. Estamos investindo um bom dinheiro em energia solar e os clientes querem isso. Vamos também oferecer nossos pratos com verduras e legumes orgânicos. Pousadas em todo mundo têm um selo de que são comprometidos com o futuro do planeta e do bem-estar e saúde de seus hóspedes”, explicou Vicente de Paula.

Crédito: Efrém Ribeiro


Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Localização

Definir a localização padrão

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Fique por dentro

Receba notícias quentinhas diretamente no seu whatsapp

Continuar

Falta pouco, agora escolha as categorias que deseja receber notícias

Aperte (ctrl + clique) para selecionar vários
Pronto!

Agora você passará a receber novidades diretamente no seu whatsapp.

Termos de uso

Texto

Política de privacidade

Texto