Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Marcelo Castro é eleito presidente da Comissão de Educação do Senado

Compartilhe

Nesta terça-feira (23), o senador Marcelo Castro (MDB)  foi eleito presidente da Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) para os próximos dois anos. A senadora Leila Barros (PSB-DF) ficou com a vice-presidência. Em discurso, Castro pontuou que o trabalho será grande e que é preciso buscar maior qualidade na educação pública do país.

"Temos um trabalho muito grande pela frente. A educação do nosso país é cheia de carências. Um dos motivos principais, segundo um consenso de estudiosos, é porque o país nunca teve uma educação de massa de qualidade. Até poucos anos, nós tínhamos índices de analfabetismo muito elevados. Atualmente, nosso índices não são algo que nos orgulhe, não somos bem classificados em nível internacional, mas já melhoramos muito", disse Castro.

A comissão permanente, formada por 27 senadores, é responsável por analisar, debater e votar todas as matérias e pautas ligadas à educação, cultura, ao ensino e desportos na Casa.  

Marcelo Castro é eleito presidente da Comissão de Educação do Senado

Durante o discurso, o parlamentar destacou ainda que a comissão deve trabalhar junta nas matérias a serem analisadas, "onde tudo será uma construção de muitas mãos". 

Ele reafirmou o compromisso de defender o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb), relembrando a decisão que o tornou permanente no ano passado.

"Todos nós estaremos unidos em defesa da educação do Brasil e em defesa do Fundeb, que é fruto de uma luta de muitos anos, e ano passado nós conseguimos aprovar novamente para não extinguir. É uma das leis mais importantes para o futuro da educação no país".

Por conta da pandemia do coronavírus, a comissão deve conciliar as reuniões semipresenciais com as de outras comissões, visto a limitação de plenários no Senado que funcionam remotamente.

As comissões do Senado realizam audiências públicas e fiscalizam as políticas governamentais no âmbito de suas temáticas. Em muitas situações a comissão pode, inclusive, votar projetos em caráter terminativo sem a necessidade de passar pela análise do plenário.


Tópicos
Compartilhe

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar