mais
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Movimento pela Paz na Periferia faz rifa para pagar dívidas e ameça fechar em três meses por difícil situação financeira

Dívida no valor de R$ 173 mil, sendo que 20 junto à Receita Federal.

O Movimento pela Paz na Periferia (PM3) que trabalha com a inclusão social através da arte e da inclusão digital de jovens em situação de risco pessoal e social na periferia de Teresina, promoveu na tarde deste sábado (04) uma rifa de 10 bicicletas para pagar dívida no valor de R$ 173 mil, sendo que 20 junto à Receita Federal; 120 mil em salários atrasados de 7 servidores da entidade;15 mil relativo a credores.

A entidade também entregou neste sábado cerca de 220 certificados da segunda turma de Curso de Inclusão Digital e Montagem e Manutenção de Computadores. O curso teve duração de três meses. A primeira turma foi concluída no primeiro semestre e contou com a participação de 470 jovens.

O presidente do Movimento pela Paz na Periferia, Francisco Júnior, explica que a entidade está há dois anos sem receber recurso.

“Não recebermos recursos desde 2010. No governo Wilson Martins, não repassou e não renovou o recurso no valor de R$ 20 mil reais. Fomos utilizando os recursos da Fundação do Banco do Brasil, mas nós também perdemos essa ajuda. O convênio que tínhamos não se renovou. A dívida com o empresariado estava bastante grande e foi se acumulando. Tivemos que vender uma combi que tínhamos e até um data show para amenizar. Temos uma besta quebrada e não temos combustível. Hoje estamos atendo apenas a 1200 jovens. Antes, atendíamos a cerca de 3 mil jovens. Fechamos projetos e parcerias, mas todos foram cancelados. Nossa situação é muito complicada”, disse.

No residencial Jacinta Andrade,o projeto atendia a 200 jovens. No primorar, 400 jovens e em uma comunidade quilombola, Minbó, em Amarante, 400 pessoas. O MP3 é responsável pela formação da maioria dos artistas grafiteiros que atuam nas ruas e galerias de Teresina, inclusive muitos atuam até fora do Brasil.

O MP3 mantinha uma escola de grafite, onde formava 200 jovens por turma. Além disso, ensinava pintura em 3D.No entanto, tudo está se perdendo.

“Estamos com muita dificuldade e precisamos quitar é dívida com a Receita Federal. Estamos há dois anos sem receber recursos. No governo Wilson Martins, tínhamos 108 mil para receber. Se nada não acontecer daqui a três meses, vamos fechar tudo. Prefeitura acha bonito, diz que vai ajudar, mas o prefeito nunca mais apareceu. A esperança é uma parceria com o governo Wellington Dias. Diante de uma violência que assola o país inteiro, nós ainda somos os únicos que trabalhamos direto com a retirada do jovem do mundo do rime. Somos uma organização séria, trabalhamos com responsabilidade. O Mp3 está cima de qualquer partido”, acrescentou.

O secretário de governo, Merlong Solano, participou da rifa realizada pelo Movimento Paz na Periferia.Segundo ele, o governo está avaliando uma possível parceria com o projeto.

“Nós recebemos a situação do MP3 que é considera difícil. Nesse momento, está tramitando uma possível parceria com o movimento. É um movimento que deve, sim, ser valorizado. Aprendizado, treinamento e auxilio ao jovem. Na área da informática, por exemplo, consegue resultados excelentes. Pretendemos resolver. Com relação com a questão das dividas, a parte jurídica está valiando. O movimento, desde 2010 e 2011, deixou de receber e manter convênios que sessaram . O Mp3 Trabalha com jovens pobres e não tem como se sustentar e, por si só, ainda não consegue gerar renda. O objetivo desse movimento, que é afastar os jovens do mundo da violência e transformá-los em cidadãos dignos, justifica a ajuda do Governo”, disse.

Image title

Image title

Image title

Image title

Image title

Image title

Image title

Image title

Image title


Tópicos

comentários

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Desbloquear Notificações

Como desbloquear notificações

Na barra de endereço, clique no cadeado e em Notificações escolha a opção permitir, como na imagem abaixo

desbloqueio de notificação push

Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail