Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

PRF registra 22 acidentes e duas mortes nas rodovias federais do Piauí

PRF registra 22 acidentes e duas mortes nas rodovias federais do Piauí

Polícia Rodoviária Federal registra 22 acidentes e duas mortes nas rodovias federais durante o Carnaval

A PRF (Polícia Rodoviária Federal) registrou 22 acidentes com seis feridos e duas mortes nas rodovias federais do Piauí durante o Carnaval, que acaba nesta terça-feira.

As mortes ocorreram na rodovia BR-316, em Teresina e Alegrete do Piauí.

Em Alegrete do Piauí, no Quilômetro 386, da rodovia BR- 316, houve um acidente durante a madrugada de domingo envolvendo uma motocicleta Honda CG 125 Titan KS, de placa KIG, de Pernambuco.

O condutor da motocicleta, Antônio Mendes da Silva Filho, de 47 anos, caiu de seu veículo e morreu no local do acidente.

Em Teresina, no Quilômetro 3,8, da rodovia BR 316, à 1h da madrugada de segunda-feira houve uma colisão traseira envolvendo os as motocicletas Yamaha Factor YBR 125 K, placa de Teresina/PI, conduzida por Ozael Alves Fonseca, de 38 anos, que morreu no local, uma Honda/CG 125 Fan KS, placa de Teresina/PI, conduzida por Wandsmuller Veloso da Silva, de 22

anos, que ficou com lesões greves.

Wandsmuller Veloso foi encaminhado com lesões graves para o HUT (Hospital de

Urgência de Teresina)..

Foram identificadas no período muitas irregularidades no tráfego nas rodovias federais do Piauí.

A fiscalização da Polícia Rodoviária Federal em Teresina, no Quilômetro 11 da rodovia BR

316, prendeu o motorista do automóvel Fiat/Brava, placa de São Paulo,

capital, cujas iniciais do nome são D.S.M.E.

A princípio, depois de analisada a documentação apresentada, os agentes da PRF puderam verificar que D.S.M.E. não possuía carteira de motorista.

A seguir, consultando o documento do veículo, os agentes da PRF constataram que fazia parte de uma relação de Certificados de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV) furtados.

O documento havia sido furtado da Ciretran de Ibiúna (SP) em 17 de fevereiro de 2001.

Consultas realizadas pelos agentes de fiscalização constataram que havia para o Fiat no Detran (Departamento Estadual de Trânsito) de São Paulo débitos correspondentes a R$ 1.644,28 de multas e R$ 3.591,89 de IPVA (Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores)..

?Esta tem sido uma prática adotada por alguns proprietários de veículos que não podendo atualizar o emplacamento, quando receberiam um documento regularizado, optam por adquirir um CRLV no mercado paralelo para poderem continuar circulando?, declarou a PRF do Piauí em nota divulgada aos veículos de comunicação.

O caso foi apresentado à Central de Flagrantes em Teresina.


Tópicos
Compartilhe

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar