Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

PT decide apoiar Elmano Férrer no segundo turno das eleições

PT decide apoiar Elmano Férrer no segundo turno das eleições

O presidente municipal do PT, Francisco Sales, e o candidato petista derrotado na disputa pela Prefeitura de Teresina, Wellington Dias, anunciaram nesta terça-feira (09), o apoio do partido ao prefeito da capital do Piauí, Elmano Férrer (PTB) no segundo turno das eleições.

Wellington Dias afirmou que o PT vai apoiar Elmano Férrer porque o prefeito aceitou incorporar as principais de suas propostas de campanha contra a descentralização administrativa de Teresina em 23 regiões, adotar política de regularização fundiária e construção de casas populares.

?O PT dará apoio à candidatura do prefeito Elmano Férrer à reeleição em Teresina. Para tanto, o prefeito aceitou a exigência de assumir compromissos do plano de governo petista, como a descentralização da capital em 23 regiões, regularização fundiária e programas de habitação e saúde?, declarou Francisco Sales.

Terceiro colocado no 1º turno das eleições com 14% dos votos válidos, Wellington Dias falou que o prefeito passa a liderar o conjunto de partidos que dão base de apoio tanto à Prefeitura como ao Governo do Estado.

"Solicitamos que faça esse comando de forma firme e ele assumiu esse compromisso. Sua base é a mesma dos partidos que seguem a vontade popular, que vêm mantendo alianças com o PT?, falou Wellington Dias, que foi governador do Piauí por dois mandatos e é senador.

Segundo Wellington Dias, a entrada do PT com chapa própria foi decisiva para forçar o segundo turno com o deputado estadual Firmino Filho (PSDB).

"A nossa entrada de cara caracteriza o segundo turno", afirmou o candidato, destacando a união dos petistas na campanha. Pesou na decisão do PT o alinhamento da base e os programas de governo?, falou Dias.

Wellington Dias declarou que a campanha teve momentos de tensão, mas serviu para ele aprofundar sua visão sobre os problemas da cidade.

Afirmou ter visitado mais de 260 povoados, vilas e assentamentos em 800 quilômetros de caminhada. O candidato disse que Teresina tem pelo menos 150 locais em situação de vida pior do que cidades do interior do Piauí.

Ele declarou que visitando os bairros de periferia ficou chocado. Ele citou como exemplo a visita na Vila do Sapo, perto da ponte Wall Ferraz, na companhia do senador José Pimentel (PT-CE).

Wellington Dias informou que conheceu uma senhora de 65 anos, que o convidou para visitar sua casa. Lá, ela revelou que a filha vendia o corpo dentro do próprio imóvel para poder sobreviver, e pediu socorro.

Elmano Ferrér foi ao Diretório Municipal do PT recebeu o apoio dos petistas no segundo turno. Ele disse que bandeiras petistas defendidas na campanha serão honradas e são semelhantes com as defendidas pelo PTB.

?As bandeiras do PT são as mesmas que eu abracei como o Orçamento Popular, a regularização fundiária, que ganhou uma secretaria com uma petista na coordenação dos trabalhos. Os petistas já estavam em min há administração e saíram para o lançamento de candidatura própria à Prefeitura de Teresina quando o senador Wellington Dias aceitou participar da disputa?, declarou Elmano Férrer.

Elmano Férrer afirmou que não é fácil administrar Teresina e o apoio do PT é importante e fortalece sua eleição.

Durante a tarde na sede do Diretório Regional do PT o clima era de tensão. Muitas militantes do partido chegaram dizendo que iriam pedir a desfiliação ao partido caso apoiasse o candidato do PSDB à Prefeitura de Teresina, Firmino Filho.

O clima se acalmou quando o vereador Décio Solano chegou para tranquilizar os militantes do partido.

Ele afirmou que o PT iria apoiar a candidatura de reeleição do prefeito Elmano Ferrrer (PTB) no segundo turno. .

Décio Solano declarou que naquele instante o senador Wellington Dias, que foi candidato à Prefeitura de Teresina, e dirigentes do PT estavam reunidos com Elmano Férrer para bater o martelo e decidir pelo apoio a candidatura de reeleição do prefeito.

Segundo ele, a reunião é para bater o martelo e que Elmano Ferrer assumiu as bandeiras que Wellington Dias apresentou na campanha como a descentralização da administração de Teresina, regularização fundiária e resolver as condições indignas que vivem os habitantes dos bairros da periferia de Teresina, que vivem em rua com galerias abertas e esgotos espalhados nas ruas.

Décio Solano disse que depois da reunião Elmano Ferrer iria para a sede do PT, o que de fato oorreu.














Tópicos
Compartilhe

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar