mais

Teresina conseguiu formatar um programa de geração de emprego e renda que oferece 12 mil empregos formais em pouco tempo, diz Firmino Filho

Programa

Teresina conseguiu formatar um programa de geração de emprego e renda que oferece 12 mil empregos formais em pouco tempo, diz Firmino Filho


Durante as comemorações pelos 163 anos de Teresina, o prefeito da cidade, Firmino Filho (PSDB), disse, em entrevista ao Jornal Meio Norte, que foi possível formatar, em pouco tempo, um programa de geração de emprego e renda que já gerou 12 mil empregos com carteiras assinadas, oferecidos pelas empresas de call centers.

“Temos também coisas importantes na área de educação com o Programa de Valorização do Magistério, com muitas salas de aulas construídas, mostrando que a educação voltou a entrar em seus trilhos, em seu caminho e volta a gozar do respeito da cidade. Importantes também, o que acho, foram as mudanças no HUT (Hospital de Urgência de Teresina). Agora, nós temos mudanças muito grandes sendo feitas por Luciano Nunes, na Fundação Municipal de Saúde, em termos de estrutura. Pela Fundação Municipal de Saúde já foram entregues 19 obras em nossa gestão e tem mais 52 obras para serem entregues até o final do ano que vem”, falou Firmino Filho.

Meio Norte – Nestes três anos de seu terceiro mandato como prefeito, o que o senhor conseguiu mudar em Teresina?

Firmino Filho – Nós temos um novo setor econômico em Teresina, que é o dos call centers, que está empregando 12 mil pessoas com carteiras assinadas trabalhando. É o programa de geração de empregos mais efetivo no mais curto período de tempo. Na semana passada, fizemos a inauguração de uma estação de call centers no Dirceu e já tem uma outra que está programada para se instalar na zona Norte de Teresina. Temos também coisas importantes na área de educação com o Programa de Valorização do Magistério, com muitas salas de aulas construídas, mostrando que a educação voltou a entrar em seus trilhos, em seu caminho e volta a gozar do respeito da cidade. Importantes também, o que acho, foram as mudanças no HUT (Hospital de Urgência de Teresina). Agora, nós temos mudanças muito grandes sendo feitas por Luciano Nunes, na Fundação Municipal de Saúde, em termos de estrutura. Pela Fundação Municipal de Saúde já foram entregues 19 obras em nossa gestão e tem mais 52 obras para serem entregues até o final do ano que vem.

Meio Norte – O que estas obras mudam no atendimento médico da população?

Firmino Filho – Na qualidade no atendimento para a população, para os usuários do SUS e melhoram as condições de trabalho para aqueles que fazem o Programa Saúde da Família. Nós temos na rede hospital, não apenas melhorias no HUT, onde aumentamos de seis para nove as salas cirúrgicas, e estamos fazendo a principal reforma, que é a do Pronto Atendimento, que será concluída no início de setembro. Na área de assistência, tudo está praticamente sendo reformado. São dez unidades de assistência que estão sendo reformadas e sendo entregues neste mês de agosto. No ano passado, nós entregamos dois CEUs, um na zona Norte e outro na zona Sul, que modificaram claramente a forma de se fazer assistência. Esses dois centros se tornaram pontos de atração dessas comunidades. Isso sem falar nas obras tradicionais como asfalto, calçamento das comunidades. Nós fizemos a maior onda de investimentos de asfalto da cidade de Teresina, foram 2,5 milhões de metros quadrados. Nunca se fez tanto asfalto na cidade como agora. Na zona rural também foi feito muita coisa. Tem sido feito também muito abastecimento de água. No sábado, nós entregamos mais um, chegando ao novo sistema de abastecimento de água para as comunidades. Também na zona rural, nós temos fortalecido os campos produtivos, na zona urbana, nós fortalecemos as hortas comunitárias, todas elas estão recendo irrigação, melhor estrutura, melhor qualificação. Acho que a cidade sabe que tem uma Prefeitura que trabalha, está presente e nós estamos procurando honrar o que foi prometido em praça pública.

Meio Norte – Em relação às grandes obras, que a população sempre fica cobrando, como estão elas?

Firmino Filho – São muitas. Nós temos obras grandes em andamento, algumas estão sendo entregues agora e obras que estão sendo maturadas para a população. Estou falando da avenida Poty Velho, que vai estar concluída até dezembro, que é uma obra importante. Até dezembro, nós vamos ter também o Parque da Cidadania, na Estação Ferroviária; até fevereiro vai estar pronta a Ponte do Dirceu, sobre o rio Poti, as avenidas de acesso, de um lado, a extensão da avenida Cajuína, e do outro lado, a que liga ao Dirceu; nós temos a recuperação da avenida Henry Wall de Carvalho, que é uma obra importante para a zona Sul e foi reconstruída, já que estava completamente destruída; nós temos a segunda ponte do Poty Velho, que está sendo licitada também, que está terminando o processo e vamos estar assinando a ordem de serviço; estamos fazendo todos os Terminais de Integração dos Ônibus, nós temos três, dois já foram iniciados, um na Usina Livramento; outro no conjunto Bela Vista e tem um terceiro, que está para ser iniciado, na frente da Fundação Bradesco, e outro no Parque Piauí. Estamos fazendo os corredores exclusivos de ônibus, as Estações de Passageiros está sendo licitada. Tem muita coisa para acontecer, ainda, até o final de nossa administração.

Meio Norte – O que vai acontecer em 2016?

Firmino Filho – É exatamente isso. As principais obras são o novo sistema de mobilidade urbana, os Terminais de Integração e os corredores e as obras do sistema viário, que são correspondentes a essas mudanças. Essas obras são extremamente significativas.

Meio Norte – Como está a economia de Teresina?

Firmino Filho – O momento não é bom para o Brasil e não é bom para o Piauí, nem para Teresina. Vivemos um momento de recessão intenso, acho que é a maior recessão dos últimos 15 anos. Nós esperamos que esse período seja o mais breve possível. Vamos torcer que até o final do ano, a economia possa alçar voo. Nós temos desafios e esse processo recessivo dificulta a realização de todas as obras e serviços que a gente imagina.

Meio Norte – O senhor acha que a crise teria mais danos, se Teresina não tivesse uma rede de proteção social?

Firmino Filho – Eu digo que se não fosse essa rede de proteção social, a nossa situação seria absolutamente difícil e dramática. É uma rede, que através das várias políticas dão uma porta de entrada para a maioria da população. Os programas de transferência de renda, os programas educacionais, as escolas, os programas de merenda escolar. Na área social, nós temos assistência. Se não tivéssemos uma estrutura social grande na cidade, seria diferente. Essa rede ameniza os problemas de uma recessão grave como essa.

Meio Norte – Como estão os investimentos da Prefeitura de Teresina na rede de proteção social?

Firmino Filho – Nós continuamos. Sempre existiu, por parte da Prefeitura de Teresina, essa preocupação, principalmente nas grandes áreas como as áreas de saúde e de educação, que é de trabalhar com o servidor. A gente tem que ter uma presença ativa por parte do servidor e isso aí a gente só pode conquistar com motivação e qualificação.

Meio Norte – O que o senhor fez porque quando iniciou a atual gestão existiam muitos casos de médicos e atendentes em hospitais que não eram encontrados pelos pacientes durante seus plantões em hospitais e postos de saúde?

Firmino Filho – Nós tivemos uma mudança significativa, principalmente nos hospitais, com aumento de carga horária, chamamento de trabalhadores, através de concurso público, o que é uma marca importante dessa administração. Nós chamamos mais de 2.500 pessoas para a área de saúde. Nunca na história de Teresina foram chamados tantos concursos, foram mais de 2,3 mil só para a área de saúde, além das outras áreas como educação, que também são números significativos, além disso eu tive um compromisso com a gestão da rede como um todo. Nós tivemos melhoria nas unidades básicas passando por três níveis, começando pela infraestrutura, entregamos novas ou reformadas 19 Unidades Básicas de Saúde e vamos entregar mais 52 nos próximos meses, só para se ter uma ideia, no total são 90, mais de 70% de nossas unidades vão ter investimentos da Prefeitura. Além disso, foram feitos investimentos em informática. Todas essas novas unidades são instaladas completamente informatizadas, com condições de melhorar o atendimento, com prontuário eletrônico, o que é uma melhora significativa para a população, e valorização do servidor. Nós temos vários Planos de Cargos e Salários dos servidores de saúde, que estão sendo honrados e vamos continuar a valorizar os demais profissionais. Já beneficiamos algumas categorias e vamos avançar para outras categorias.

Meio Norte – Qual sua mensagem para Teresina?

Firmino Filho – Parabéns. São 163 anos de existência e caminhada, momento para celebrar essa que é a nossa cidade. Uma cidade que nós construímos e continuamos a construir. Essa cidade, com todos os seus problemas e qualidades, tem a nossa cara, o nosso jeito, e tenho orgulho dela, vamos continuar enfrentando desafios. Teresina é uma cidade solidária, acolhedora, de gente simples e gente boa.

Tópicos

comentários

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Desbloquear Notificações

Como desbloquear notificações

Na barra de endereço, clique no cadeado e em Notificações escolha a opção permitir, como na imagem abaixo

desbloqueio de notificação push

Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail