mais

Timon: vítima diz que estuprador mandou ela ficar nua e se masturbou

Caso repercutiu nas redes sociais

Na noite de sábado (18), circularam vídeos mostrando imagem de um jovem saindo de casa no bairro Santo Antônio, na cidade de Timon (MA), onde teria roubado o telefone celular, um notebook e estuprado a vítima e moradora da residência, uma jovem de 18 anos de idade.

Timon: vítima diz que estuprador mandou ela ficar nua e se masturbou  - Imagem 1

Nas redes sociais, o pai do jovem pediu para que os vídeos não fossem compartilhados porque não ocorreu estupro e as notícias eram falsas. 

A Polícia Militar informou que a jovem estava em casa e sozinha, o acusado  travou luta corporal com a vítima e teria cometido o estupro.

Antes de fugir,  o acusado teria  roubado  o telefone celular e o notebook da jovem.

A polícia foi chamada ao local do crime e ouviu a vítima.

O pai da jovem disse que teve a casa invadida o estupro não foi consumado e que houve uma tentativa.

A jovem foi a um hospital fazer exame corporal e registrou um Boletim de Ocorrência na Delegacia de Polícia Civil de Timon, que vai investigar o assalto e a violência sexual.

Contra a narrativa da família do acusado de estupro, a jovem de 18 anos , publicou post nas redes sociais relatando o que aconteceu.

Ela diz que mesmo com o que aconteceu é grata a Deus por não ter sido violentada e vai se afastar das redes sociais porque o agressor sexual roubou seu telefone celular e o notebook.

A jovem conta que o acusado invadiu sua casa pela manhã dizendo que queria manter com ela, passou a alisar seu corpo,  a agrediu com uma pancada de faca de cabo branco.e  mandou que retirasse suas roupas.

Como a jovem se recusou a retirar suas roupas, o agressor a jogou na cama, colocou a faca no seu pescoço. Houve uma luta corporal , com a mulher pedindo que não fosse estuprada, mas ele arrancou as suas roupas e disse que a mataria se gritasse, chorasse ou tentasse outra coisa.

A jovem de 18 anos perguntou se o agressor tinha filha, ele respondeu que sim.

Ela suplicou que não a estuprasse porque estava passando por um momento de depressão.

Mesmo assim, o homem ficou tocando suas partes íntimas e apontando a faca para ela, enquanto se masturbava.

A Polícia Civil de Timon informou que independente da não penetração a atual legislação caracteriza o caso como estupro.

Tópicos

comentários

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Desbloquear Notificações

Como desbloquear notificações

Na barra de endereço, clique no cadeado e em Notificações escolha a opção permitir, como na imagem abaixo

desbloqueio de notificação push

Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail