Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Viciados fumam crack abertamente na Praça da Bandeira

Viciados fumam crack abertamente na Praça da Bandeira

Uma jovem magra senta debaixo de uma árvore e em pleno dia acendeu seu cachimbo de crack na Praça da Bandeira. Fica por muito tempo fumando, possivelmente duas pedras. Além da jovem, mais quatro viciados estavam fumando crack.

A atividade não era nada discreta,os viciados acenderam seus cachimbos feitos com pequenas garrafas plásticas de refrigerantes.

Depois que os viciados terminaram de fumar , dois policiais em uma viatura da Polícia Militar chegaram na Praça da Bandeira, revistaram a jovem e os outros dependentes que estavam no local, não encontraram nada e foram embora.

A Polícia Militar foi chamada pelas pessoas que estavam na Praça da Bandeira e viram os jovens se drogando em plena luz do dia, exatamente às 15h30.

Os jovens viciados circulando em plena luz do dia na Praça da Bandeira são apenas um dos elementos da degradação do espaço público, o mais central da cidade e onde fica o obelisco do marco da fundação de Teresina.

A Praça da Bandeira sempre foi ponto de prostituição, mas o cenário ficou ainda mais decadente com a presenca dos viciados. O estudante Gustavo Pereira da Silva, de 21 anos, disse que o aumento do consumo da droga na praça ocorreu porque foi transferido da Praça Pedro II, para o centro na Praça da Bandeira. ?O consumo de crack na Praça da Bandeira ocorre toda hora, mas principalmente durante a noite?, disse Gustavo Pereira da Silva, que estava na praça durante a tarde de ontem.

Ele conta que os traficantes de crack estão trabalhando na praça vendendo a pedra ao preço de R$5 a R$ 10 depende do usuario ter mais ou menos dinheiro

?O tráfico e o consumo de crack está liberado aqui?, declarou Gustavo Pereira.

Sentada no banco da praça e no nono mês de gravidez, Maria Goreth Rodrigues, de 32 anos, afirma que terá um parto complicado porque a sua menina está sentada na barriga. Ela tem três filhos, todos homens com idade de 16, 12 e 10 anos, e trabalha como prostituta.

Sem fazer muitos programas por causa da gravidez, Maria Goreth Rodrigues diz que pede de R$ 1 a R$ 2 para se alimentar. Ela reconhece ser usuária de crack, mas o consumo era muito mais intenso antes até sofrer um ataque cardíaco por causa da droga. ?Eu era muito viciada, fumava demais crack, que eu conheci através de uma amiga. Agora eu voltei a fumar crack depois de ficar dois meses sem fazer isso?, declarou Maria Goreth Rodrigues.

Ela diz que apesar de estar em estado avançado de gravidez, afirma que ainda aparece quem quer fazer programa porque alguns clientes desejam manter relações sexuais com gestantes.

?Alguns homens gostam de fazer sexo com mulher grávida porque a gente fica inchada?, declarou Goreth Rodrigues, que quer ganhar um enxoval para sua filha que vai nascer e três garrafas termicas de café para ter uma renda.

Praça da Bandeira voltou a ser tomada tambem por vendedores ambulantes de telefones celulares, relógios e equipamentos eletrônicos

Os fiscais da Prefeitura de Teresina e os policiais da Polícia Militar (PM) andam pela Praça da Bandeira,os vendedores ambulantes continuam trabalhando normalmente vendendo produtos com baixos preços e sem notas fiscais.

Ontem, os conflitos entre clientes e vendedores foram intensos porque muitos clientes foram devolver os telefones celulares que levaram para a casa e os aparelhos não funcionaram.

?Vim devolver porque comprei um telefone celular por R$ 120 e quando cheguei em casa o aparelho não estava funcionado. Agora para trocar, o vendedor cobrou mais R$ 20. Isso não é honesto?, declarou o consumidor José Claro.
















Tópicos
Compartilhe

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar