Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Dias afirma que conseguir vacina para o PI será uma operação de guerra

Em diálogo com todos os governadores do Brasil, Wellington Dias tem buscado junto ao Ministério da Saúde, Governo Federal e Congresso Nacional estratégias de imunização da população com elaboração de planos e estratégias para agilizar a aplicação de vacinas.

O governador Wellington Dias apresentou proposta que foi devidamente aceita para organizar agenda para próxima semana com o Ministro da Saúde, governadores, municípios e Congresso Nacional, para que decisões sejam tomadas com antecedência e organização. “Precisamos definir quem vai comprar as vacinas? Como será a estratégia de aplicação, qual a ordem de prioridade, equipamentos, equipes, seringas e outros insumos. O Brasil vai trabalhar com as seis pesquisas mais avançadas ou vai fazer opção?”, questiona o governador.

O chefe do executivo estadual afirmou em vídeo enviado a imprensa que conseguir a vacina contra a Covid-19 para o Piauí será uma verdadeira operação de guerra porque todos vão correr atrás.  

"O objetivo é uma estratégia, que vai ser uma verdadeira operação de guerra, porque muitas pessoas vão correr pedindo a vacina." declarou o governador Wellington Dias.


No Consórcio Nordeste, o governador Wellington Dias que estão sendo feitas tratativas para protocolos junto ao Comitê Ético de Saúde e ANVISA, com pesquisas dos EUA, China e Rússia e há Contatos com laboratório da Europa. “Mas é o governo brasileiro quem deve organizar todo este processo e tomar decisões”, explica Wellington Dias.

O objetivo é garantir um protocolo brasileiro e elaborar estrategia para aplicação da vacina, que será uma verdadeira operação de guerra. “Muitas pessoas vão correr atrás da vacina e tem que definir estratégia, a exemplo do que ocorre com H1N1, com integração de estados, municípios e Governo Federal e garantir que pessoas da área de saúde, com mais de 60 anos, com morbidade tenha uma regra para atendimento”, disse.


Tópicos
Compartilhe

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar