Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

WDias explica sobre barreiras sanitárias entre PI e os outros estados

O governador Wellington Dias se reuniu na sexta-feira (22), por videoconferência, com os prefeitos dos municípios do extremo sul do Piauí, ocasião em que se comprometeu a ampliar a estrutura de saúde em Corrente, Curimatá e Bom Jesus para atender os casos de Covid-19, que tendem a aumentar nas próximas semanas. 

Também foram pautas da reunião o controle das barreiras quando as atividades econômicas forem  retomadas e o impacto das decisões tomadas na reunião com o presidente Jair  Bolsonaro.

Em relação a estruturação dos municípios para o atendimento de pacientes com Covid-19, Wellington Dias se comprometeu a ampliar a capacidade de leitos, respiradores, medicamentos e testes. “Vamos buscar melhores condições para municípios polo como Corrente, Curimatá e Bom Jesus, mas a principal estratégia é localizar as pessoas em grupo de risco e as que estão em nível de transmissibilidade para controlar o isolamento destas. É dessa forma que evitaremos mortes e a disseminação. Os municípios também devem tomar medidas para aumentar o índice de isolamento da população em geral, pois nos dará tempo para aumentar o número de leitos”, afirmou o governador Wellington Dias.

O Governo do Estado  pleiteia, junto ao Ministério da Saúde, a habilitação da Unidade de Pronto Atendimento (UPA)  de Corrente para atender os acometidos como o novo coronavírus.

 “Acredito que é uma solução que vai beneficiar os municípios do extremo sul e somar à estrutura que já possuímos. Temos sete leitos clínicos e três de estabilização e logo vamos para 20 leitos clínicos e cinco de estabilização. O importante é buscar a estrutura adequada para atender o maior número de pessoas”, pontuou o prefeito de Corrente, Gladson Murilo.

Quanto ao controle das barreiras, após a retomada da economia, o governador afirma que o monitoramento permanecerá. 

“Mesmo depois de liberarmos alguns setores da economia, vamos continuar fiscalizando todas as barreiras. E vamos ter ainda uma novidade, que é a barreira permanente, com fiscalização, vigilância sanitária, segurança e com a Adapi. Também vamos reforçar a higienização dos veículos que precisarem entrar no estado. Vai ser assim por um longo período”, atentou Dias.

Já no que diz respeito ao resultado da reunião com o presidente Bolsonaro, o chefe do executivo estadual definiu como positiva para os municípios. 

“Ficou acordado que o projeto de socorro aos estados e municípios será sancionado e o pagamento deve sair até a próxima sexta-feira (29). 

Também fizemos algumas propostas, dentre elas, a de organizar um Conselho com a representação de municípios para trabalhar protocolos na área da saúde, regramento nas fronteiras na parte social e na econômica”, disse Wellington Dias.

Participaram da reunião os prefeitos de Riacho Frio, Corrente, Bom Jesus, Santa Filomena, Cristino Castro, Curimatá e Redenção.


Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp
Siga-nos

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar