Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Donos de academias querem reabrir estabelecimentos no Piauí

Em plena pandemia do novo coronavírus, onde o isolamento social é a principal recomendação, o Sindicato das Academias do Estado do Piauí (Sindacad-PI), órgão representativo dos donos deste tipo de estabelecimento no Estado, quer reabrir as academias. A decisão contraria a decisão do Conselho Federal de Educação Física (Confef) e da Organização Munidal de Saúde (OMS), que orientaram a permanência das unidades fechadas.

Para Demóstenes Ribeiro, membro do Sindicato, é consenso dos proprietários das academias que há condições de voltar às atividades. “O respaldo científico, o que nos impulsiona, é a questão de saúde pública. Atividade física é colocada hoje pela OMS como uma ação essencial para a saúde. Só o que existe hoje na literatura é a eficiência na prevenção e tratamento de várias doenças. Existem pessoas que não tem como deixar de malhar, além da nossa questão financeira”, afirma.

Demóstenes Ribeiro. Crédito: Divulgação.

O dono de uma rede de academias frisa que há pessoas com depressão por conta da situação de isolamento. “Não é só nossa questão financeira, que já andava muito ruim. Tem senhoras pedindo dizendo que estão nervosas, que é o tempo todo chorando, então deve haver um termo para continuar prestando serviços. Nível de stress muito alto libera cortisol, que é um hormônio que é catabolizante. Essa substância degrada a massa muscular, diminui a imunidade e piora o sono. A prática de atividade física regular impede isso. A atividade física regular tem um impacto no sistema imunológico, fortalece. Além, claro, da hidratação. O importante é que estamos pensando na saúde da população como um todo. A academia diminui ansiedade, pânico. Várias pessoas próximas a mim estão ‘pirando’ sem atividade física”, aponta.

Campanha circula em redes sociais

O sindicalista afirma que medidas seriam tomadas para evitar a propagação do vírus. “Vamos deixar janelas e portas abertas, disponibilizar mais álcool e borrifadores, inclusive em vários pontos da academia. Além de restringir a questão de horário, para higienização completa dos aparelhos. A cada 10 esteiras, vamos alternar em uma usando, e outra não. É preciso restringir a quantidade de pessoas dentro das academias. A realidade das academias tradicionais do Piauí são diferentes de grandes redes, e essas são poucas em Teresina, as que tem grande aglomeração de pessoas”, acrescenta Demóstenes Ribeiro.

O que diz o CONFEF?

Dentre as ações de combate à pandemia do coronavírus, a atividade física praticada de forma orientada, com regularidade e de acordo com as condições individuais, concorre para elevar a resistência do organismo, além de reduzir os efeitos negativos do comportamento sedentário, do estresse e da ansiedade, os quais aumentam o risco de doenças psicossomáticas decorrentes do isolamento social.

Entretanto, para combater o Covid-19 e obedecer às orientações das autoridades sanitárias, os Profissionais de Educação Física, incluindo os que atuam de forma autônoma, fecharam as portas dos seus ambientes de trabalho e tiveram que cancelar suas atividades laborais, o que implica em impactos financeiros significativos para essa categoria de trabalhadores.

Apesar deste cenário, e cientes da necessidade da população brasileira se manter fisicamente ativa, os Profissionais de Educação Física, de forma alternativa, têm adaptado rotinas de exercícios e treinamentos, disponibilizando-as por meio de variados recursos tecnológicos, aos mais diferentes grupos sociais que, momentaneamente, se encontram recolhidos nas suas casas.

Com essas ações, os Profissionais de Educação Física, de forma altiva e com espírito público, se associam aos demais Profissionais da Saúde para enfrentar o Covid-19, fazendo bem o que sabem fazer, para todos, o tempo todo e de todas as formas.

Neste contexto, o Conselho Federal de Educação Física se solidariza com toda sociedade na busca de motivações e atitudes para o enfrentamento do isolamento social e a manutenção da saúde, parabeniza os seus Profissionais pelas atitudes assumidas e agradece a todas as pessoas que continuam realizando as suas rotinas de exercícios e de treinos em casa, com o apoio e a orientação desses Profissionais.

Em breve, todos estaremos comemorando a vida e, de modo próprio, retomaremos a prática de exercícios e de atividades físicas, lado a lado com os Profissionais de Educação Física.


Tópicos
Compartilhe

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar