Neste domingo (2) acontecem as eleições para presidente da república, governador, senador, deputados federais e estaduais. A Superintendência de Transporte e Trânsito de Teresina (Strans) estabeleceu um porcentual de 75% da frota de ônibus para o pleito deste domingo. 

No entanto, o Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros de Teresina (Setut) afirma, por meio de nota, que só vai colocar os veículos na rua se o poder público, no caso a Prefeitura Municipal de Teresina (PMT), financiar, de forma antecipada, esse custo.

Impasse permeia a frota de ônibus disponível para eleições no domingo (2). Crédito: Raíssa Morais.Impasse permeia a frota de ônibus disponível para eleições no domingo (2). Crédito: Raíssa Morais.

A ideia da Prefeitura Municipal de Teresina (PMT) é garantir que o cidadão consiga exercer o direito à cidadania, por isso, determinou reforço na frota de veículos. Normalmente, no domingo circula apenas 30% da frota, mas a determinação pede que o Setut coloque 75% dos veículos em circulação na data.

Com a emissão da ordem de serviço, devem circular 205 veículos para o dia 2 de outubro, o que significa 75% da frota que circula atualmente com 273 veículos.  

Prefeitura Municipal de Teresina garante que vai reforçar frota de ônibus. Crédito: Raíssa Morais.Prefeitura Municipal de Teresina garante que vai reforçar frota de ônibus. Crédito: Raíssa Morais.

Temor nacional

Existe um temor nacional com relação ao transporte público, que vive instabilidade em todo o país, durante as eleições de domingo, com fortes rumores de boicote. Atento a isso, o Partido dos Trabalhadores (PT), através da direção nacional, já emitiu um ofício a todos os 2.376 vereadores do partido espalhados em 1.389 municípios brasileiros pedindo que eles solicitem aos respectivos prefeitos informações sobre o funcionamento do transporte coletivo em suas cidades no dia da eleição. O documento faz parte de uma série de medidas que o partido está tomando para garantir a votação sem transtornos.

O que diz o Setut?

O Setut informa que nesta eleição irá disponibilizar a frota de ônibus, que atenda as necessidades dos passageiros. Contudo, o aumento da frota somente é possível se o poder público financiar, de forma antecipada esse custo. 

A entidade reitera que disponibiliza veículos com considerável qualidade para realizar o efetivo deslocamento de passageiros e que necessita de aporte financeiro do poder público para a melhorias dos serviços do transporte coletivo. O SETUT reforça que sempre deixou claro que a falta de compromisso da gestão atual da prefeitura da capital com o pagamento de débitos junto às empresas de transporte tem criado prejuízos ao funcionamento do sistema.

Sem ônibus fica difícil que o eleitor consiga votar. Crédito: Raíssa Morais.Sem ônibus fica difícil que o eleitor consiga votar. Crédito: Raíssa Morais.

Em todas as zonas

Pela determinação da Strans, 205 veículos devem circular durante todo o domingo, distribuídos pelas zonas da cidade, com maior fluxo, nos horários da manhã e no final da tarde, para atender aos usuários do transporte público que necessitam se deslocar para os locais de votação. 

Por fim, a Strans irá fiscalizar o cumprimento da ordem de serviço determinada por meio do georreferenciamento (GPS) nos veículos e pelo sistema CITGIS. Caso seja verificado o descumprimento na prestação do serviço aos usuários, a fiscalização irá tomar as devidas providências. Caso seja necessário, a empresa que descumprir a ordem de serviço poderá ser autuada.