Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Atentado terrorista em Ancara, na Turquia, mata 102 pessoas

Um atentado sagrento sacudiu a região central de Ancara, a Capital da Turquia, em 10 de outubro de 2015, há quatro anos, deixando 102 pessoas mortas. A ação terrorista correu às 10:04 da manhã, durante a manifestação organizada pela «paz, trabalho e democracia» pró-curda (contra a guerra que grassa no leste do país entre o exército turco e os separatistas curdos do PKK) e contra as políticas do partido governante, o Partido islamista moderado da Justiça e Desenvolvimento (AKP). O atentado ocorreu poucos dias antes das eleições legislativas que se celebrariam em 1º de novembro. O conflito no leste da Turquia contra o qual a manifestação se organizou, provocou, entre militantes curdos, separatistas, e polícias e soldados turcos, numerosas baixas.

Esse atentado de 10 de Outubro segue-se ao atentado de Suruç, ocorrido no fim de julho de 2015, também contra uma manifestação pró-curda no sudeste da Turquia e que provocou a morte a 33 ativistas.

O atentado teria sido perpetrado por dois bombistas suicidas e é apontadp como a pior ação terrorista em todos os tempos na Turquia, deixando 102 mortos e mais de 400 feridos.

Passados quatro anos do atentado de Ancara, cidades da Turquia voltaram a ser bombardeadas e curdos pedem zona de exclusão aérea; tropas turcas já estão em território sírio, à Leste do rio Eufrates.

Ontem, tropas da Turquia lançaram uma ofensiva contra militantes curdos que controlam o Nordeste da Síria. A operação, cujo início foi confirmado pelo presidente turco, Recep Tayyip Erdogan , ocorre dias depois de Donald Trump anunciar a retirada de soldados americanos da região e afirmar que os Estados Unidos não impediriam um ataque turco.

Pela manhã, aviões de guerra turcos atacaram posições, matando oito civis e ferindo dezenas em Ras al-Ain, com milhares de pessoas fugindo da região. "Apelamos a todos os países da coalizão internacional para que assumam sua responsabilidade e evitem uma possível crise humanitária iminente", disse a milícia curda das Forças Democráticas Sírias (FDS) em um comunicado. Três combatentes também morreram.

Em meio aos ataques aéreos, um pequeno grupo de forças especiais turcas entrou na Síria por dois pontos ao longo da fronteira, perto de Ras al-Ain e Tal Abyad, disse mais cedo uma autoridade turca. Horas depois, o Ministério da Defesa confirmou, no Twitter, que um número maior de tropas terrestres avançou à Leste do rio Eufrates, dando início à parte terrestre da operação, cuja escala ainda não foi informada pelas autoridades do país.



Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Localização

Definir a localização padrão

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Fique por dentro

Receba notícias quentinhas diretamente no seu whatsapp

Continuar

Falta pouco, agora escolha as categorias que deseja receber notícias

Aperte (ctrl + clique) para selecionar vários
Pronto!

Agora você passará a receber novidades diretamente no seu whatsapp.

Termos de uso

Texto

Política de privacidade

Texto