Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Avião choca-se com outro, cai em galpão de bagagens e 118 morrem

Um acidente aéreo de grandes proporções e gravidade paralisou o aeroporto de Linate, em Milão, na Itália, depois que o avião que operava o vôo SK 686, da companhiaescandinava SAS, que ia para Copenhague e transportava 104 passageiros, chocou-se com um pequena areronave que estava no solo, um Cessna, que se preparava para ir de Milão a Paris, e em seguida caiu sobre um deposito debagagens, partiu-se em três partes e explodiu. Morreram 118 pessoas. Além de passageiros e tripulantes, muitas pessoas que trabalhavam no armazém de bagagens perderam a vida. O acidente ocorreu em 8 de outubro de 2001.

Desaste aéreo de Milao em 2001

No momento do acidente trabalhavam de 20 a 25 pessoas no galpão, que ficou completamente destruído. A tragédia ocorreu na manhã de 08 de Outubro de 2001. De acordo com o cônsul dinamarquês em Milão, Gunner Larsen, citado pelo canal de televisão da Dinamarca TV2 e a agência Ritzau, entre os passageiros do avião havia 64 italianos e 40 estrangeiros, dos quais aproximadamente 15 dinamarqueses.

O acidente aconteceu quando o comandante do avião da SAS, em fase de decolagem, fez uma manobra brusca para tentar desviar de um pequeno aparelho Cessna que cruzou a pista, informou a agência italiana de notícias Ansa. Depois de bater neste pequeno avião, o MD se chocou contra um dos prédios do aeroporto.

Tragédia em aeroporto de Linate

O vôo SK 686 da SAS ia para Copenhague e transportava 104 passageiros. De acordo com o cônsul dinamarquês em Milão, Gunner Larsen, citado pelo canal de televisão da Dinamarca TV2 e a agência Ritzau, entre os passageiros do avião havia 64 italianos e 40 estrangeiros, dos quais aproximadamente 15 dinamarqueses.

Já no Cessna, que colidiu com o avião MD, havia dois pilotos e dois passageiros a bordo.

A neblina pode ter sido a causa do acidente, segundo testemunhas citadas pela imprensa italiana. Autoridades suspeitam ainda de erro no sistema técnico do avião ou na torre de controle.

O ministério do Interior italiano descartou que o choque entre os dois aviões tenha sido provocado por um atentado terrorista. A reconstituição do acidente "nos permite descartar qualquer hipótese de atentado terrorista", afirmou um porta-voz do ministério.

Segundo o presidente da associação das companhias de aviação do aeroporto de Linate, Osvaldo Gammino, o radar de terra do aeroporto não estava funcionando. "O radar se encontrava em manutenção desde 5 de outubro", afirmou Gammino, que precisou que o instrumento permite seguir os movimentos em terra dos aviões, em caso de pouca visibilidade.

Avioes se chocam e 118 pessoas morrem

Gammino considera que o piloto do Cessna foi o responsável pelo acidente. "O Cessna não tinha por que cruzar o vôo do SAS. Tinha de ir para uma pista completamente diferente", afirmou Gammino, que afirma que o piloto alemão do Cessna quis cortar caminho para pegar a pista.

O responsável pela companhia aérea Scandinavian Airline System (SAS) no Aeroporto de Compenhague, Peter Minor, afirmou que ainda não há informações exatas sobre o que aconteceu. "Foi um acidente muito grave, do qual ainda não sabemos as causas exatas nem o número de vítimas", disse. Interrogado sobre a hipótese de um atentado, Minor negou-se a fazer comentários.

Esse acidente é um dos poucos aviões da companhia escandinava que sofreram acidente, criada há mais de meio século e considerada muito segura. Seu último acidente com mortes ocorreu em 1969 em Los Angeles, nos Estados Unidos.



Tópicos
Compartilhe

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar