Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Avião da American Airlines cai sobre casas em NY e mata 260 pessoas

Um Airbus A300-600, da empresa aérea American Airlines, a pouco tempo havia decolou do aeroporto John Fitzgerald Kennedy, caiu sobre um bairro residencial de Nova York, nos Estados Unidos, causando a morte de todos os seus passageiros e tripulantes e de mais oito pessoas que se encontraram em solo.

O avião saiu do aeroporto Kennedy às 9h14 de 12 de Novembro(12h14 de Brasília) e caiu pouco depois, em Rockaway Beach, um bairro de classe média baixa do Queens, região administrativa da cidade.

Essa grande tragédia aconteceu no dia 12 de Novembro de 2001 e é considerado o maior acidente aéreo em área urbana dos Estados Unidos. Apesar de a polícia ter trabalhado com a hipótese de acidente, não foi descartada a possibilidade de atentado, e o fato serviu para reviver o pânico e a insegurança numa cidade que ainda se recupera do ataque terrorista que derrubou o World Trade Center há dois meses e um dia, exatamente no dia 11 de Setembro daquele mesmo ano.

O voo se dirigia a Santo Domingo, na República Dominicana, e levava cerca de 150 passageiros daquela nacionalidade. Os imigrantes do país formam uma das maiores comunidades de Nova York, com cerca de 455 mil pessoas.

Bombeiros que se manifestaram no local estimaram que 12 casas foram atingidas, quatro delas destruídas. Segundo eles, uma das turbinas da aeronave pegava fogo antes de o avião cair. Isso pode explicar o fato de ter havido pelo menos dois focos de fogo no solo, um causado pelos destroços principais do avião e outro pelo que se acredita ser uma das turbinas. O outro motor teria atingido um barco estacionado no quintal de uma casa.

De acordo com o prefeito Rudolph Giuliani, uma quarta parte, do estabilizador vertical, caiu na baía de Jamaica, ao lado do local do acidente. O fogo foi dominado em tempo recorde, o que levou os hospitais da região a registrarem poucos casos de intoxicação.

No final da noite de 12 de Novembro, Giuliani confirmou que não havia sobreviventes e que 225 corpos já haviam sido recuperados. Ao receber a notícia da queda pela manhã, disse apenas: "Meu Deus!". Segundo a Casa Branca, o FBI (polícia federal) acredita que tenha havido uma explosão no avião. A possibilidade de problemas meteorológicos foi descartada, já que, no momento do acidente, o dia era de céu claro.

De acordo com o governador do Estado, George Pataki, o piloto teria despejado parte do combustível dos tanques sobre a baía de Jamaica, o que reforça a hipótese de que tenha ocorrido uma falha mecânica no avião. Embora não acreditem na possibilidade de atentado, as autoridades trabalharam com todas as alternativas. Eram poucos os argumentos favoráveis a um ataque, já que a torre não registrou incidentes nas conversas que teve com os pilotos, e o FBI e a CIA disseram não ter tido qualquer indício de que uma ação do tipo estivesse para ocorrer.

Crédito: Shutterstock



Tópicos
Compartilhe

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar