Quem imagina que o choque de aviões com as torres do Word Trade Center, em setembro de 2001, foi o primeiro grave acidente urbano em Nova York envolvendo aeronaves que se chocaram com edifícios da cidade, certamente desconhece o primeiro acidente fatal ocorrido em 1945. Nesse ano, no dia 28 de Julho, um bombardeiro B-25 do Exército dos Estados Unidos colide com o 79º andar do Empire State Building, causando gigantesca explosão e matando 14 pessoas.

Por volta das 9 horas da manhã o Tenente-Coronel William Smith no comando de um bombardeiro North American B-25 Mitchell do Exército dos Estados Unidos (USAAF), que vinha de Boston, iniciou sua aproximação para pousar no aeroporto de Newark, em Nova Jersey, onde buscaria seu oficial comandante.

Avião do exército americano choca-se com prédio em Nova York e mata 14  - Imagem 1

Ao sobrevoar o aeroporto de LaGuardia, o piloto pediu um relatório meteorológico à torre de controle devido às péssimas condições de visibilidade na região. Os operadores em LaGuardia pediram ao piloto que aterrissasse ali mesmo, mas Smith solicitou e recebeu permissão para continuar até Newark. Segundo relato da revista Time na época, a última transmissão de rádio de LaGuardia com o B-25 soou quase como um mau presságio: “De onde estou sentado, eu não consigo ver a parte de cima do Empire State Building”, teria dito um operador de voo.

Smith inciou os procedimentos de descida e entrou na densa névoa para tentar encontrar uma posição de melhor visibilidade abaixo das nuvens. Neste momento, o avião já voava bem no meio de Manhattan, e quando o piloto se deu conta estava entre os enormes arranha-céus da cidade. E pior, seguia de encontro ao New York Central Building. O comandante do B-25 fez um brusco desvio para oeste para evitá-lo, mas a manobra colocou o avião em rota de colisão direta com o Empire State.

Avião do exército americano choca-se com prédio em Nova York e mata 14  - Imagem 2

Inaugurado em maio de 1931, o Empire State era o edifício mais alto de Nova York e também do mundo, com 102 andares e 380 metros de altura, posição que se manteria por 41 anos, até a conclusão da torre norte do World Trade Center, em 1972.

Ao ver a enorme silhueta do prédio à frente, Smith desesperou-se, empurrou os manetes dando potência total aos dois motores e puxou o manche para trás no intuito de ganhar velocidade e altura. Mas já era tarde demais…

Avião do exército americano choca-se com prédio em Nova York e mata 14  - Imagem 3

Exatamente às 9 horas e 49 minutos daquela manhã, o B-25 de 10 toneladas despedaçou-se na face norte do Empire State Building, de frente para a 34th Street. A aeronave entrou direto no 79º andar, onde ficavam os escritórios do National Catholic Welfare Coucill, abrindo um enorme buraco de 5,5 metros por 6 m entre os 78º e 80º andares.

Com o impacto, a gasolina de alta octanagem do B-25 gerou a explosão. As chamas invadiram o edifício, chegando até os corredores e escadarias do 75º andar. Um dos motores do avião atravessou o 79º andar e foi cair do outro lado do prédio, atingindo uma pequena construção na Rua 33.

Avião do exército americano choca-se com prédio em Nova York e mata 14  - Imagem 4