mais

Furacão varre o estado do Texas, faz destruição e mata 104 pessoas

O furacão foi deixando, ao longo dos dias, um gigantesco rastro de destruição, levando prédios, casas, fazendas, provocando inundações catastróficas, com prejuízos materiais incalculáveis

Nesta data, em 25 de Agosto de 2017, há exatos quatro anos, o estado norte-americano do Texas começou a ser sacudido pelo Furação Harvey, o mais terrível entre todos os que até então haviam atingido aquela região. O furacão foi deixando, ao longo dos dias, um gigantesco rastro de destruição, levando prédios, casas, fazendas, provocando inundações catastróficas, com prejuízos materiais incalculáveis. Ao final, o resultado foi o lamentável saldo de 104 pessoas mortas.

Havia mais de 50 anos que a população do Texas não se defrontava com tamanha gravidade de desastre natural. O Harvy começou a se mover lentamente no dia de sua aparição, 25 de Agosto, para depois ir ganhando velocidade e força destrutiva, despejando chuvas torrenciais, inundações gigantescas, tudo se agravando pelos ventos de 209 quilômetros por hora.

O antes e depois do Furacão HarveyO antes e depois do Furacão Harvey

As companhias de energia do Texas disseram que logo nas primeiras horas 237 mil clientes ficaram sem eletricidade. Os ventos e a chuva continuam a castigar a costa, enquanto os moradores começam a avaliar os prejuízos.

O Harvey é a tempestade mais forte a atingir o Texas, centro da indústria de petróleo e gás dos EUA, desde 1961.

A cidade costeira de Rockport, a 48 quilômetros ao norte da cidade de Corpus Christi, foi atingida fortemente. Várias casas desabaram e muitas foram danificadas, com telhados arrancados em algumas e janelas estilhaçadas.

Furacão causou destruição no TexasFuracão causou destruição no Texas

As ruas foram inundadas e ficaram cheias de linhas de energia derrubadas, com suas fiações expostas, com riscos enormes para pessoas e animais. Havia destroços por toda parte. Em um pátio de veículos, vários deles foram virados e um foram jogados no meio da rua.

Os depoimentos dos moradores eram dramáticos: "Foi terrível", disse o morador Joel Valdez, 57 anos. A tempestade arrancou parte do telhado de seu trailer perto das 4 horas da manhã, disse ele. "Eu senti toda a casa se mover." Valdez disse que ficou na cidade durante a tempestade para cuidar de seus animais.

A cidade costeira de Port Lavaca, mais ao norte, não tinha energia e algumas ruas estavam alagadas. O furacão chegou na costa próxima à cidade no fim da sexta-feira, com ventos de até 209 quilômetros por hora. Isto o coloca como uma tempestade de categoria 4 na escala Saffir-Simpson, a segunda mais forte, e o torna a tempestade mais forte a atingir os Estados Unidos em dez anos.

O caso ocorreu em  25 de agosto de 2017O caso ocorreu em  25 de agosto de 2017

O caos se generalizou em diversas cidades do Texas, com falta de água potável, falta de energia elétrica, desaparecimento total dos sinais de internet, fazendo com que as pessoas ficassem desesperadas pela falta de condições para preparar comida, falar ao celular ou ao telefone fixo, ver televisão ou ouvir rádio. Um desespero que durou dias.

Tópicos

comentários

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Desbloquear Notificações

Como desbloquear notificações

Na barra de endereço, clique no cadeado e em Notificações escolha a opção permitir, como na imagem abaixo

desbloqueio de notificação push

Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail