Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Luta pela paz, justiça e liberdade faz de líderes vítimas nesta data

Este dia 30 de Janeiro marca alguns acontecimentos trágicos que atingiram a vida de grandes líderes, que se dedicaram à luta em defesa dos direitos de pessoas subjugadas, injustiçadas, perseguidas e escravizadas em várias partes da terra. Pessoas que se dedicaram às causas da paz, da liberdade e da igualdade, e que pagaram sua luta com a própria vida. Um desses exemplos lamentáveis é a morte do indiano Mohandas Karamchand Gandhi, conhecido como Mohatma Gandhi, assassinado no dia 30 de janeiro de 1948 em Nova Déli, após ter sofrido atentado alguns dias antes.

Gandhi entrou para a história como um dos fundadores do moderno estado indiano e como defensor dos protestos sem uso de violência. Seu nome, Mahatma, em sânscrito, significa “grande alma”. Após se formar advogado em Londres, Gandhi foi trabalhar na África do Sul. Ele ficou famoso internacionalmente pela sua política de desobediência civil e o uso do jejum como protesto. Por conta disso, teve a prisão decretada várias vezes.

Ele também participou do movimento pela independência da Índia. Uma de suas estratégias era o boicote aos produtos importados, como os tecidos ingleses. Gandhi ainda era contra a divisão do país em dois estados, mas isso acabou acontecendo com a criação da Índia, predominantemente hindu, e do Paquistão, de maioria muçulmana. Após sua morte, seu corpo foi cremado e as cinzas jogadas no rio Ganges. Indicado cinco vezes para o Nobel da Paz, Gandhi nunca foi agraciado com o prêmio. Décadas depois, o erro foi assumido pelo comitê organizador do Nobel.

Também nesta data, em 30 de Janeiro de 1956, outro grande líder mundial, maior ícone da luta grande contra a descriminação racial e social, defensor intransigente das causas e dos direitos civis da população afro-americana nos Estados Unidos, Martin Luther King, sofre o terceiro atentado, quando sua residência foi alvo de um bombardeio de conquetéis Molotov.

Em dois atentados anteriores, o reverendo Martin Luther King conseguira escapar por pouco da morte. O negro que tanto se engajou pela igualdade de direitos nos Estados Unidos nas décadas de 1950 e 1960 alcançou apenas os 39 anos de idade. Foi assassinado em 04 de abril de 1968. Em dezembro de 1999 um processo civil no Estado do Tennessee chegou à conclusão de que sua morte foi planejada por membros da máfia e do governo norte-americano. Luther King, cuja luta heróica resultou em inúmeras conquistas em favor dos negros, contrariou de modo volumoso os interesses da classe branca dominante dos EUA.

Ainda nesta data, em 30 de Janeiro de 1972, durante os conflitos sangrentos na Irlanda do Nort paraquedistas britânicos abriram fogo contra manifestantes católicos em Derry, Irlanda do Norte, matando 14 pessoas; Treze pessoas morreram durante o ataque e a outra pessoa, gravemente ferida, morreu dias depois de lesões sofridas.



Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar