Por Sávia Barreto 

Audiência pública na Câmara Municipal de Teresina sobre o transporte na capital foi recheada de polêmicas. O tema, por si só, acirra os ânimos das lideranças comunitárias, empresas de ônibus e vereadores, mas segundo o vereador Dudu (PT), sobrou até para a Procuradoria do Município. “Veio aqui um representante da Procuradoria do Município que não quis simplesmente subir e a população cobrou isso. Quero lamentar”, pontuou Dudu.

Vereador Dudu criticou Procuradoria do Município Vereador Dudu criticou Procuradoria do Município 

Imbróglio 

“Nós aprovamos aqui uma lei que veio da prefeitura e regulamenta a venda dos vales transporte, que está sub-júdice. O Judiciário devolveu para o Setut. E a gente queria saber como andava essa questão via Procuradoria do Município”, explicou Dudu. O vereador segue defendendo que ocorra um rompimento dos contratos com as atuais empresas do transporte público da capital. “Eu só acredito no que defendemos lá na CPI, que é o rompimento do contrato, com uma emergencial e nova licitação. Se não tiver isso, não vamos resolver em definitivo”, frisou.