Por Arimatéa Carvalho

O pré-candidato a deputado federal Florentino Neto (PT) tem destacado nas reuniões políticas que participa a sua trajetória como líder estudantil, prefeito de Parnaíba e secretário de Estado da Saúde, quando levou o Piauí ao patamar de primeiro Estado do Brasil em vacinação contra a Covid-19. Graças à gestão dele, em nenhum momento houve falta de leitos nem medicamentos para doentes com Covid.

OBRAS NA PANDEMIA

Na pandemia, o ex-secretário lembra que não parou de trabalhar pela expansão da saúde. “Reformamos o Hospital Getúlio Vargas, Hospital Infantil Lucídio Portela, o Instituto de Doenças Tropicais Natan Portela e deixei  90% concluída a maior obra da história do Piauí, que a nova Maternidade, todos em Teresina", conta. 

"No interior do Estado, retomamos as obras do Novo Hospital de Picos, reabrimos o Hospital de Buriti dos Lopes, reformamos o Hospital de Cocal e Corrente, levamos UTI para Bom Jesus e São Raimundo Nonato,  deixando autorizado o valor de R$ 2 milhões para reformar o Hospital Nossa Senhora da Conceição, em Luis Correia”, enumera.

TESTE PARA A VIDA

Segundo Florentino, com o amadurecimento político adquirido depois de ter sido secretário de Saúde numa pandemia, em que teve de  gerenciar mais de dois anos de crise sanitária, hoje ele se considera um profundo conhecedor e defensor do SUS. “Um dos meus propósitos é defender o Sistema Único de Saúde e todos os profissionais que trabalham nele. Sei da importância do SUS para nossa gente e vamos trabalhar para fortalecê-lo cada vez mais”, avisa.

Florentino Neto discursa ao lado do pré-candidato a governador Rafael FontelesFlorentino Neto discursa ao lado do pré-candidato a governador Rafael Fonteles