Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Pesquisas feitas por Ciro mostram que Huck tira votos do PT no Piauí

Por Sávia Barreto

Pesquisas realizadas pelo senador Ciro Nogueira (Progressistas) mostram o crescimento do apresentador Luciano Huck como potencial candidato a presidente da República nas eleições 2022. Ele tem crescido justamente nas classes C, D E, onde residem majoritariamente os votos petistas. Ou seja, o apresentador compete diretamente com o PT, independente de qual seja o candidato petista. A revelação foi feita pela colunista do Estadão Eliane Catanhede, neste domingo, 17. “Assim, suas chances presidenciáveis, que ainda são uma incógnita (como a própria candidatura), dependem de sua capacidade de tirar votos do PT, para então ser levado a sério entre os eleitores de Bolsonaro. De baixo para cima”, pontua Eliane.

A colunista destaca que Ciro Nogueira começou a sentir “um declínio muito grande do PT e quis sentir para onde esses votos estavam migrando”. Dessa forma, encomendou levantamentos sem controle de amostra, em cidades representativas. O resultado surpreendeu e tem empolgado outras siglas, como o PDT, e outros estados, como Tocantins, a fazerem o mesmo: detectar a movimentação dos votos.

Segundo esses levantamentos, em Picos, o petista Fernando Haddad teve 74,74% (30.013 votos) no segundo turno e Jair Bolsonaro, 25,26% (10.143). No levantamento agora, Haddad caiu para 38,4, Huck ficou em segundo, com 24,8%, e Bolsonaro recuou para 20,1%. Em Floriano, Haddad teve 74,87% no segundo turno, com 24.011, contra Bolsonaro, 25,13%, com 8.059. Hoje, pelo levantamento, Haddad despenca para 37,9%, Huck dispara para 27,9% e Bolsonaro reduz o seu teto para 17,7%.

 “Obviamente, trata-se de duas pequenas cidades de um único Estado, mas são assim que as coisas começam: daqui e dali, dando indícios, sugerindo rumos. Com o próprio Jair Bolsonaro, poucos prestaram atenção e acreditaram quando ele começou a pipocar. Deu no que deu”, pontua Catanhede.


Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar