A Polícia Militar do Estado de São Paulo (PM - SP) lançou um novo concurso público com o objetivo de preencher 2.700 vagas para cargos de Soldado PM de 2ª Classe do Quadro de Praças de Polícia Militar, destinadas a candidatos do sexo masculino e feminino.  

O edital do concurso da PM SP foi publicado no Diário Oficial do Estado desta quarta-feira (22).

Os interessados em concorrer a uma das vagas devem possuir Ensino Médio completo; ter entre 17 e 30 anos de idade; estatura mínima de 1,55m, para mulheres, e 1,60m, para homens; ser habilitado entre as categorias para condução de veículo motorizado entre as categorias B e E, dentre outros requisitos estabelecidos no edital.

Concurso da PM SP prevê  ocupação do cargo soldado PM 2ª Classe | FOTO: DivulgaçãoConcurso da PM SP prevê  ocupação do cargo soldado PM 2ª Classe | FOTO: Divulgação

Inscrição e seleção

As inscrições para o concurso da PM SP iniciam às 10h desta sexta-feira (24 de junho de 2022) e seguem abertas até às 23h59 do dia 20 de julho de 2022 (horário de Brasília), pelo site da FGV, com taxa de R$ 57,00. Vale pontuar que a solicitação de redução do valor poderá ser feita de 24 a 28 de junho de 2022.

Provas

A classificação dos candidatos será feita por meio de sete etapas, sendo elas:

  1. Prova objetiva, com 60 questões, tendo como conteúdo programático questões de língua portuguesa e interpretação de texto; matemática; conhecimentos gerais; noções básicas de informática e noções de administração pública;
  2. Prova dissertativa, composta de uma redação;
  3. Exames de aptidão física;
  4. Exames de Saúde;
  5. Exames psicológicos;
  6. Avaliação da Conduta Social;
  7. Análise de Documentos.

De acordo com o edital, as provas objetiva e dissertativa estão previstas para serem aplicadas no dia 4 de setembro de 2022, no período da tarde.

Remuneração

Ao ser admitido, o profissional contará com remuneração mensal de R$ 3.875,27.

Os profissionais contratados deverão desempenhar as seguintes atribuições: o policiamento ostensivo e a preservação da ordem pública, envolvendo a repressão imediata às infrações penais e administrativas e a aplicação da lei, nas diversas modalidades de policiamento, sempre primando pela defesa da vida, da integridade física e da dignidade da pessoa humana, em conformidade com os princípios doutrinários de polícia comunitária, de direitos humanos e de gestão pela qualidade, por intermédio da conclusão com aproveitamento do Curso Superior de Técnico de Polícia Ostensiva e Preservação da Ordem Pública, destinado a formar, com solidez teórica e prática, o profissional ocupante do cargo inicial do Quadro de Praças da Polícia Militar.