Um levantamento realizado por pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP) e da Universidade Estadual Paulista (Unesp) mostrou que, atualmente, as mortes por Covid-19 no Brasil envolvem, em maioria, pessoas não vacinadas (96%).  No Piauí, pesquisadores da Universidade Federal do Piauí (UFPI) em parceria com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), realizaram uma análise considerando a vacinação e as internações no Estado.

A análise foi realizada do dia 18 de janeiro, quando se deu início a vacinação no Piauí até o dia 11 de setembro. O resultado mostra que a maioria absoluta de hospitalizações são de pessoas não imunizadas. Segundo a análise,  dos hospitalizados no período do levantamento (18/01 a 11/09), 79,6% não estavam imunizados, 12,2% tinham recebido apenas a 1ª dose e 8,2% estavam completamente imunizados.

Comparação entre completamente imunizados, parcialmente imunizados e não vacinados quanto ao número de hospitalizações no Piauí - Foto: DivulgaçãoComparação entre completamente imunizados, parcialmente imunizados e não vacinados quanto ao número de hospitalizações no Piauí - Foto: Divulgação

“O adoecimento mais grave é principalmente entre as pessoas não imunizadas. Quando a gente detalha esse número, o que a gente percebe é que tem uma desigualdade na imunização dentro das cidades. As pessoas mais pobres, mais periféricas, tem um menor acesso a imunização e isso as deixa expostas a um risco maior de infecção e ao adoecimento mais grave”, declarou o pesquisador do Núcleo de Estudos em Saúde Pública da UFPI, Emidio Matos, em entrevista ao Meionorte.com.

Ainda de acordo com o pesquisador, apesar dos avanços da vacinação é preciso permanecer em alerta já que alguns municípios tem apontado maior registro de novos casos de Covid-19 nos últimos 14 dias, a exemplo da cidade de Curralinhos, distante 89 km de Teresina, que ocupa o primeiro lugar em crescimento de novos casos de Covid-19.

Análise comparada entre a vacinação e desfecho hospitalar Análise comparada entre a vacinação e desfecho hospitalar 

As análises revelam muito sobre a situação da Covid-19 no Piauí quanto as Hospitalizações e vacinação. Dados obtidos do SIVEP-Gripe para hospitalização e vacinação e do Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações (SI-PNI) para vacinações evidenciam que o estado do Piauí, atualmente, possui pouco mais de 70% de sua população imunizada ao menos com a primeira dose e pouco menos de 45% da população totalmente imunizada (2 doses ou dose única).

Pirâmide de Vacinação no PiauíPirâmide de Vacinação no Piauí

Vale destacar que todas as vacinas contra a Covid-19 atualmente em aplicação no país tiveram sua eficácia confirmada em ensaios clínicos. 

Casos confirmados somam 324.832 no Piauí

Segundo os dados divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde, na terça-feira (26), os casos confirmados no Piauí somam 324.832 em todos os municípios piauienses. Já os óbitos pelo novo coronavírus chegam a 7.088 e foram registrados em 223 municípios. 

Dos leitos existentes na rede de saúde do Piauí para atendimento à Covid-19, há 222 ocupados, sendo 122 leitos clínicos, 91 UTIS e 9 leitos de estabilização. As altas acumuladas somam 23.243 até o dia 26 de outubro de 2021. A Sesapi estima que 317. 522 pessoas  já estão recuperadas ou seguem em acompanhamento (casos registradas nos últimos 14 dias) que não necessitaram de internação ou evoluíram para morte.

Veja lista dos municípios com maior incidência de casos no Piauí:

1º Curralinhos

2º Caldeirão Grande do Piauí

3º São João do Canabrava

4º Lagoinha do Piauí

5º São João do Piauí

6º Miguel Leão

7º Simplício Mendes

8º Prata do Piauí

9º Fronteiras

10º Jardim do Mulato

11º Hugo Napoleão

12º Vera Mendes

13º Agricolândia

14º Itainópolis

15º Valença do Piauí

16º Bertolínia

17º Ipiranga do Piauí

18º Conceição do Canindé

19º Campo Alegre do Fidalgo

20º Pedro Laurentino