Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Bolsonaro e comitiva fazem teste do coronavírus após viagem aos EUA

Secretário de Comunicação, Fábio Wajngarten, contraiu vírus e está isolado. Bolsonaro e familiares fizeram exames no Palácio da Alvorada.

Compartilhe

O presidente Jair Bolsonaro e família, políticos e membros do governo que viajaram para os Estados Unidos na semana passada fizeram exames nesta quinta-feira (12) para identificar se são portadores do novo coronavírus. As informações são do G1.

A testagem de toda a comitiva foi decidida porque o secretário de Comunicação da Presidência, Fábio Wajngarten, é portador do virus e está em isolamento domiciliar. Ele fez o exame em São Paulo, e o resultado da contraprova, que confirmou a infecção, foi divulgado nesta quinta.

O presidente Jair Bolsonaro, a primeira-dama, Michelle, e o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) fizeram o teste no Palácio da Alvorada, residência oficial da Presidência da República.

Veja também

ver mais de "Coronavírus"

Reprodução

“Neste momento me encaminho para fazer o teste, porém sem sintomas da doença”, escreveu em uma rede social Eduardo Bolsonaro, filho do presidente.

No início da tarde, ministros fizeram o teste no Hospital das Forças Armadas, em Brasília, ou nas próprias residências. O ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, confirmou à TV Globo que passou pelo exame, e que os resultados devem sair nesta sexta (13).

O Ministério das Relações Exteriores informou, em rede social, que o ministro Ernesto Araújo cancelou o restante da sua agenda em Washington e retornará nesta quinta-feira a Brasília, "onde fará teste para o vírus e seguirá todos os procedimentos sanitários”.

Araújo não retornou ao Brasil com a comitiva. Permaneceu nos EUA para uma série de reuniões. O Itamaraty não informou se esses compromissos serão remarcados.

Em nota, o governo do Paraná informou que o governador Carlos Massa Ratinho Junior (PSD), que também viajou com a comitiva presidencial, decidiu realizar espontaneamente testes preventivos”. “A mesma medida foi adotada pelo diretor-presidente da Invest Paraná (Agência Paraná de Desenvolvimento), Eduardo Bekin, que também esteve na viagem aos Estados Unidos”, diz o comunicado. Nenhum dos dois apresentou sintomas.

O senador Nelsinho Trad (PSD-MS), outro integrante da comitiva, voltou ao Brasil na terça (10) e fez os exames na manhã desta quinta. Segundo a assessoria, ele “vem cumprindo todos os protocolos do Ministério da Saúde” e não apresentou sintomas do Covid-19.

Fabio Wajngarten participou da comitiva e de reuniões reservadas com os presidentes Jair Bolsonaro e Donald Trump. Imagens feitas durante a viagem mostram que o secretário chegou a apertar a mão dos dois chefes de Estado. Questionado sobre o caso nesta quinta, Trump disse “não estar preocupado”.

Reprodução/ Redes Sociais

Na véspera da viagem presidencial, o Palácio do Planalto divulgou uma lista com 22 membros da comitiva. Alguns não viajaram na mesma aeronave de Jair Bolsonaro, mas participaram de reuniões oficiais com o presidente e Wajngarten.

Além das autoridades, o Planalto informou que “demais integrantes técnicos” – tripulação, assessores e subsecretários dos ministérios, por exemplo – também participaram da viagem. O governo não informou se eles serão submetidos aos exames.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar