mais

Covid: Piauí já utilizou mais de 3,2 mi agulhas e seringas para vacinação

A destinação correta dos resíduos evita danos à saúde pública e impede qualquer acidente, ou a disseminação de patógenos.

Com cerca de 3,2 milhões de agulhas e seringas já utilizadas na campanha de imunização no Piauí, tomando como base os dados das doses aplicadas até o domingo (18), o desafio em torno do descarte correto é uma preocupação das autoridades e sanitaristas. Atenção que se estende a todo o país, haja vista que somente para a primeira dose serão necessárias mais de 200 milhões de seringas e uma igual quantidade de agulhas, somando 400 milhões de unidades. Junta-se aos resíduos da vacinação, as ampolas dos imunizantes. 

Assim, a separação e o manejo adequado são essenciais para a garantia da preservação ambiental, observando que esses resíduos perfurocortantes, têm potencial de contaminar o solo e a água, além de trazer à tona riscos de acidentes, se tratados de forma incorreta. 

"Resíduos resultantes de atividades de vacinação com microorganismos vivos ou atenuados, incluindo frascos de vacinas com expiração do prazo de validade, com conteúdo inutilizado, vazios ou com restos do produto, agulhas e seringas. Devem ser submetidos a tratamento antes da disposição final. O processo físico ou outros processos de tratamento utilizado deve ser validado para a obtenção de redução ou eliminação da carga microbiana, em equipamento compatível com Nível III de Inativação Microbiana", explica o coordenador de Engenharia, Segurança e Meio Ambiente do Grupo Sterlix/Raiz, Rafael Marques.

Mais de 3,2 mi de agulhas e seringas foram usadas no Piauí (Foto: Tânia Rego)Mais de 3,2 mi de agulhas e seringas foram usadas no Piauí (Foto: Tânia Rego)

O processo minucioso evita danos à saúde pública e impede qualquer acidente, ou a disseminação de patógenos.

Nesse sentido, Rafael Marques orienta os gestores, alavancando a necessidade da população também cobrar dos seus gestores a destinação correta para a sua proteção como também para a proteção do meio ambiente. " Os resíduos perfurocortantes gerados da campanha de vacinação devem ser acondicionados nas caixas (DESCARPAK) e retornar às secretarias para sua posterior coleta, tratamento e destinação final”, complementa. 

Tópicos

comentários

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Desbloquear Notificações

Como desbloquear notificações

Na barra de endereço, clique no cadeado e em Notificações escolha a opção permitir, como na imagem abaixo

desbloqueio de notificação push

Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail