mais
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Fepiserh anuncia mais 10 leitos de UTI Covid-19 no HGV

Com as novas unidades anunciadas, número de leitos exclusivos para pacientes com Covid-19 será ampliado para 50

Fepiserh anuncia mais 10 leitos de UTI Covid-19 no HGV
UTI Covid-19 do Hospital Getúlio Vargas | div

A Fundação Estatal Piauiense de Serviços Hospitalares (Fepiserh) deve implantar mais dez leitos de UTI Covid-19 no Hospital Getúlio Vargas ( HGV) nos próximos cinco dias. Com as novas unidades anunciadas, o número de UTIs Covid-19 no hospital será ampliado para 50.

É a segunda ampliação de leitos que a Fepiserh faz nos últimos 15 dias. No final de fevereiro, outras dez UTIs voltadas exclusivamente para pacientes infectados pelo novo corononavírus foram implantadas também no HGV.

Atalmente, HGV  possui 40 leitos de UTI Covid-19  Atalmente, HGV  possui 40 leitos de UTI Covid-19  

A abertura de novos leitos de UTI acontece num momento em que o Estado tenta evitar um colapso de seu sistema de saúde, com um aumento considerável no número de casos positivos e de mortes por causa da pandemia.

De acordo com o último boletim Covid-19, divulgado na noite de quarta-feira (3), no Piauí foram registrados 799 casos confirmados e 15 óbitos pela Covid-19 em 24 horas. Nesta quinta-feira (4), a taxa de ocupação de UTI do HGV é de 95%.

O diretor do HGV, Osvaldo Mendes, explica que o hospital está aguardando a habilitação dos leitos por parte do Ministério da Saúde, mas já está preparando a infraestrutura necessária para a implantação. “Além da estrutura, estamos com a equipe formada de médicos, enfermeiros, técnicos e  fisioterapeutas para atuar nessas novas unidades que chegam para atender a necessidade do estado”, pontua o diretor.

Presidente da Fepiserh, Ítalo Rodrigues Presidente da Fepiserh, Ítalo Rodrigues 

O presidente da Fepiserh, Ítalo Rodrigues, destaca o esforço que foi feito para ampliar o número de leitos, numa ação que ele classifica como "complexa". “É uma operação difícil porque exige uma equipe médica multidisciplinar com experiência em medicina intensiva e cuidados intensivos. Além desses recursos humanos, são necessários equipamentos como ventiladores, monitores, bombas de infusão e insumos que estão cada vez escassos no mercado”, pontuou o presidente.


Tópicos

comentários

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Desbloquear Notificações

Como desbloquear notificações

Na barra de endereço, clique no cadeado e em Notificações escolha a opção permitir, como na imagem abaixo

desbloqueio de notificação push

Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail