Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Firmino quer lockdown em todos finais de semana de julho em Teresina

Prefeito de Teresina defenderá a proposta no Comitê Emergencial

Compartilhe

Em coletiva de imprensa na quarta-feira, 01 de julho, o prefeito de Teresina Firmino Filho (PSDB) indicou que pautará o modelo de lockdown parcial em todos os finais de semana deste mês. A estratégia mais rígida mostrou bons resultados e visa dar segurança ao processo de retomada gradual das atividades econômicas não essenciais. A proposta será defendida no Comitê Emergencial.

“Em relação à questão dos próximos finais de semana, minha posição individual é que neste mês devemos reforçar o isolamento, um esforço final, então temos que dar esse esforço final, defendo que em todos os finais de semana de julho sejamos bem rígidos com o isolamento”, explicou.

LEIA MAIS: Teresina alcança 167 mil infectados e chega ao pico da Covid-19 

Com a perspectiva de que a capital piauiense esteja no platô da pandemia, o prefeito evidenciou que é necessário uma olhar ainda rígido sob a situação, principalmente porque a situação no interior do Estado ainda está avançando em ritmo acelerado, o que deve  gerar uma sobrecarga na rede de saúde da capital, haja vista o fato de concentrar mais de 80% dos leitos de terapia intensiva.

Firmino quer lockdown em todos os finais de semana de julho

“A ideia é que essa segurada a gente possa fazer em todo o mês de julho. O modelo matemática previa o topo do infectados em 10 de junho, então não é muito diferente das pesquisas, este modelo vem sendo corroborado”, afirmou.

LEIA MAIS: Firmino diz que 81,16% dos leitos de UTI de Teresina estão ocupados 

O pico no interior deve ocorrer apenas no final do mês, estendendo-se pelo início de agosto. “Em julho devemos ter uma preocupação do que vai  acontecer no Piauí, com o pico de circulação em 21 de julho. Portanto, provavelmente essa crise vai se estender nos hospitais até o mês  de agosto para atender o restante da população do Piauí, uma sobrecarga na  nossa rede, até porque Teresina tem mais de 80% dos leitos do Estado”, apontou.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar