Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

HGV recebeu 710 pacientes com suspeita de Covid-19 no ano de 2020

Os dados são do 13º Boletim Epidemiológico do hospital, divulgado nesta quarta-feira (6).

Compartilhe

O Hospital Getúlio Vargas (HGV) atendeu 710 casos de pacientes com suspeitas de Covid-19 em 2020, sendo que 649 foram confirmados com a doença.  Os indicadores são correspondentes ao período de 1º de abril a 31 de dezembro de 2020. Nesse período, 310 pacientes tiveram alta por cura.

Para a coordenadora do Núcleo de Qualidade em Saúde e Segurança do Paciente do HGV, Nirvania Carvalho, o boletim mostra o perfil epidemiológico dos pacientes que foram internados na Área Covid, tanto nas Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) como nas enfermarias. “Considerando que alguns dos pacientes, no início da pandemia, foram admitidos ainda como suspeitos para a Covid-19, realizando seu exame para diagnóstico após a admissão no hospital. Os gráficos trazem os números de internações, a procedência, os casos positivos para Covid-19, as altas por cura e os óbitos, com suas respectivas características epidemiológicas. Os óbitos considerados são os institucionais, que ocorrem no período maior que 48 horas da internação do paciente”, explica a enfermeira.

Foto - Divulgação

O informe mostra que o hospital recebeu o maior número de casos entre os meses de junho e agosto. Em junho, 147 casos; em julho, 161 casos; e em agosto, 108 casos. A maioria dos pacientes era do sexo masculino, 378 casos, o que correspondeu a 58,24% dos atendimentos realizados na Área Covid.

Para o diretor-geral do HGV, Osvaldo Mendes, o hospital teve que se estruturar em tempo recorde para receber essa demanda de pacientes. “Atualmente estamos com 10 leitos de UTI para o paciente Covid e aumentaremos mais 10, reforçando a importância  da população continuar realizando as medidas de prevenção , explica o gestor.

O diretor-técnico da Fundação Piauiense de Serviços Hospitalares (Fepiserh), Ítalo Rodrigues, comenta que o HGV é referência para o tratamento grave da doença e essencial no enfrentamento da pandemia no estado. “O Governo do Estado e a Fepiserh estruturaram o hospital de forma eficiente, de modo que, todos os pacientes acolhidos receberam o que há de mais adequado na terapia contra a Covid-19, assim como, agora reabrimos 10 leitos por conta do aumento dos casos”, informa o gestor.

Foto - Divulgação

Fonte: Governo do Piauí 





Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar