Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Major Olímpio defende investigação de gastos durante a pandemia

Senador do PSL concedeu entrevista exclusiva ao Jogo do Poder nesta segunda, 15 de junho

Compartilhe

A edição do Jogo do Poder desta segunda-feira, 15 de junho, recebeu o senador Major Olímpio (PSL).  Na ocasião, o parlamentar foi entrevistado pelos jornalistas Amadeu Campos, Arimatea Carvalho, João Carvalho e Sávia Barreto, e respondeu questionamentos sobre as crises: sanitária, política e social que o país está enfrentando.

Olímpio que é aliado ao presidente Jair Bolsonaro criticou o grupo liderado por Sara Winter, elogiando a sua prisão. O senador sinalizou que a lei vale para todos.

“Esse acampamento, inclusive com informações de pessoas armas, o que é ilegal, não pode ser em momento algum. O que nós temos: não vou dizer arruaceiro, porque o perturbado mental é o principal terrorista, não tem racionalidade da coisa. Essa moça dizia que defende a Polícia Militar, mas a Polícia foi cumprir uma ordem, aí a Polícia já passa a ser inimigo dela; a lei vale para todo, tem uns alucinados achando que vão desmontar o Congresso na porrada, o Supremo no WhatsApp, mas já passou da conta; cadeia nela, deixa acordar um pouco com o sol nascendo quadrado, a lei tem limite para todos nós. Tanto ela, quanto outros cinco que estão financiados, não estão almoçando de graça, tem que apurar e aplicar a lei”, disse.

Major Olímpio ainda destacou a importância de se averiguar os gastos com a pandemia, citando uma denúncia que fez contra o Governo de São Paulo.

“O Congresso criou uma Comissão Mista de acompanhamento do orçamento neste momento da pandemia; o Brasil é o país dos espertalhões, mas passou da conta deste momento, o que tem de desgraçado, de maldito, neste momento em que temos mais de 42 mil mortos, daqui a pouco estamos beirando 1 milhão de infectados oficialmente, um lazarento pega dinheiro público neste momento. Aqui mesmo em São Paulo eu denunciei uma compra do governador de São Paulo de respiradores”, frisou.


O senador também criticou o ministro da Educação Abraham Weintraub, reverberando que ele prejudica o presidente.

“A melhor coisa que ele fez foi ficar calado no depoimento, tem atrapalhado no que pode o presidente Bolsonaro, ele tem suportado o ministro, o Brasil tentado mediar diminuir o efeito da pandemia e o outro perturbado só dizendo besteira; alguém botou na cabeça dele, que ele é melhor que o Bolsonaro, que vai ser o conservador que vai suceder o Bolsonaro”.

Outro ponto de crítica do Major Olímpio abarcou a proximidade do líder do Planalto com o Centrão. “Três coisas puseram o Bolsonaro na presidência: tirar a esquerda do poder, o combate à corrupção e segurança pública. Ele começou muito bem, tivemos 14 meses deste jeito, no estilo do Bolsonaro, mas no momento que convenceram o presidente: olha, tem que ir do toma lá dá cá, está corroendo um destes tripés que colocou o presidente lá. É muito ruim isso, vai ter desdobramentos, vai ter Polícia Federal, muito escândalo”, afirmou.

Por fim, ele destacou que  não acredita num golpe, indicando que apenas alguns alucinados almejam isto. “A Polícia obedece a Constituição, não vai se insurgir às forças constituídas. Não vai acontecer nada disso, o destino de quem descumprir a lei, é o destino desta Sara Winter”, concluiu.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar