mais
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Na OMS, Queiroga faz apelo a países ajudarem o Brasil com vacinas

Marcelo Queiroga disse ainda que o Ministério está "na iminência de assinar" um contrato com a Pfizer para aquisição de mais 100 milhões de doses de vacina.

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, fez um apelo durante a coletiva de imprensa da Organização Mundial da Saúde (OMS), nesta sexta-feira (30), para que os países que tenham doses extras de vacina contra a Covid-19, possam ajudar o Brasil dividindo-as, para dar continuidade a imunização e assim evitar o avanço das novas variantes do vírus. 

Queiroga não mencionou as 400 mil mortes pela doença no Brasil, marca atingida nesta quinta-feira, e que foi tema da fala do diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus. Durante seu discurso, o ministro citou que ao assumir o Ministério da Saúde, se comprometeu com a aceleração da vacinação no Brasil  e buscou orientar a população brasileira. 

Ministro da Saúde Marcelo Queiroga (Foto: Marcelo Camargo/ Agência Brasil)Ministro da Saúde Marcelo Queiroga (Foto: Marcelo Camargo/ Agência Brasil)

“Eu me comprometi com a aceleração da vacinação e busquei orientar a população brasileira, de maneira clara e objetiva, sobre as medidas não farmacológicas cientificamente comprovadas: uso de máscara, lavagem das mãos e respeito ao distanciamento social. Busquei conciliar a adoção de medidas sanitárias com a necessidade de emprego e renda da população brasileira”, afirmou.

Marcelo Queiroga disse ainda que o Ministério está "na iminência de assinar" um contrato com a Pfizer para aquisição de mais 100 milhões de doses de vacina, e afirmou acreditar ser possível imunizar toda a população brasileira até o fim de 2021. “Temos doses suficientes para o segundo semestre, e (assim) é possível garantir que até o fim de 2021 tenhamos a nossa população inteiramente vacinada”, pontuou. 

Wellington Dias confirma entrega de 4 milhões de doses pela OMS

Encaminhamento da agenda dos governadores com a Organização das Nações Unidas (ONU) e com a Organização Mundial da Saúde, o presidente do Consórcio Nordeste, Wellington Dias (PT), confirmou nesta sexta-feira (30) a entrega de um primeiro lote com 4 milhões de doses de vacinas para o Brasil do Consórcio constituído pela OMS

"Em meio a tantas notícias ruins, uma notícia boa, a garantia de que vamos receber a partir da próxima semana, a partir deste domingo, o lote de 4 milhões de doses do Consórcio de vacinas entre o Brasil e a OMS, queremos garantir a secretária Amina Mohamed por ter recebido os governadores e vamos continuar trabalhando para ter mais vacinas para salvar o Brasil", disse. 



Tópicos

comentários

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Desbloquear Notificações

Como desbloquear notificações

Na barra de endereço, clique no cadeado e em Notificações escolha a opção permitir, como na imagem abaixo

desbloqueio de notificação push

Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail