O boletim epidemiológico divulgado na noite deste sábado-feira (18) pela Secretaria de Saúde apontou o aumento de 123 para 144 no número de casos confirmados de coronavírus no Piauí.

A Sesapi confirmou a décima morte no Estado. Trata-se de uma mulher, de 79 anos, natural de Picos, que faleceu no Hospital Regional Justino Luz. Ela tinha histórico de hipertensão.

Segundo o boletim, foram confirmados mais 22 casos da doença ( 14 mulheres e 8 homens) , nos municípios de Angical, Esperantina, Picos, Ribeira do Piauí, União e Teresina.  Com isso, 21 municípios do Piauí passam a ter casos confirmados de Covid-19.

O Estado possui 2231 casos descartados. São 97 internados (61 leitos clínicos e 35 em UTI) e 70 altas.

Número de mortes por coronavírus sobe para 10 no Piauí, diz Sesapi  - Imagem 1

206 novas mortes em 24h

No Brasil, houve um aumento de 9,6% no número de mortes pelo vírus. Segundo o Ministério da Saúde, o país já contabiliza 2.347 mortes, sendo que na sexta-feira (17) eram 2.141. De acordo com o novo balanço deste sábado (18), há atualmente 36.599 casos confirmados (eram 33.682, aumento de 8,7%).

Os estados com mais mortes confirmadas são: São Paulo (991), Rio de Janeiro (387), Pernambuco (205), Ceará (176) e Amazonas (161).

Salto de 141%

A expansão da pandemia da Covid-19 segue preocupando as autoridades, e no Piauí não é diferente. Números oficiais divulgados pelo governador Wellington Dias (PT) neste sábado, 18 de abril, evidenciam que em apenas uma semana houve alta de 141% no número de casos diagnosticados no Estado. Com a elevação, o líder estadual voltou a apelar para que a população fique em casa.

"Em mais testes realizados no estado, em apenas uma semana saímos de 51 para 123 casos, isso representa um aumento de 141% nos casos de COVID-19 no Piauí. Precisamos lutar juntos para proteger a nossa gente. Nos ajude a baixar essa curva, fique em casa!", indicou.

Cabe indicar que o Governo do Piauí comprou mais de 110 mil testes e continua lutando para aumentar a testagem. O objetivo é evitar a propagação do vírus.

Pico da doença

O governador Wellington Dias participou, no final de semana, de videoconferência com prefeitos de 46 cidades do Piauí.

A sala virtual reuniu 46 participantes que discutiram estratégias de continuidade no combate ao novo coronavírus.

Wellington Dias demonstrou preocupação com a queda nos índices de isolamento nos últimos dias, ressaltando a previsão dos especialistas para o período de pico de contaminação, que começou em 15 de abril e vai até 15 de maio.

Os prefeitos foram orientados a manter o isolamento social em suas cidades.

Isolamento 54%

A última sexta-feira (17) registrou índice de isolamento social de 54% em Teresina, um dos menores até agora, ficando atrás apenas da segunda e quarta-feira desta semana, que registraram 48%. A Prefeitura havia antecipado o feriado do aniversário de Teresina, comemorado em 16 de agosto, para ontem com o objetivo de manter a população em casa, porém o resultado não foi o esperado.

Os dados do isolamento figuram bem abaixo de 73%, que é o percentual mínimo recomendado para diminuir a disseminação do novo coronavírus na cidade de acordo com especialistas. Os baixos índices apontam que, mesmo com as medidas restritivas adotadas pela Prefeitura sob recomendações de autoridades da saúde, as pessoas continuam saindo de casa.

O prefeito Firmino Filho também decretou ponto facultativo na próxima segunda-feira (20), data que antecede o feriado de Tiradentes, comemorado em 21 de abril. Com esta medida, espera-se que a população fique em casa, evitando a circulação pela cidade e reduzindo ao máximo possível a disseminação da Covid-19.

Isolamento social é essencial

As medidas de isolamento social em Teresina devem permanecer para que não haja uma explosão de casos e a saúde tenha condições de atender os pacientes diagnosticados com a Covid-19.

A opinião é do infectologista Kelsen Dantas, que conversou com o prefeito Firmino Filho durante live, no final de semana.

Ele destacou que as medidas de distanciamento são fundamentais para o controle da doença e que não recomenda a abertura de serviços não essenciais neste momento.

“O vírus é de altíssima transmissibilidade, então o número de casos pode aumentar muito em poucos dias. É necessário manter essas medidas e fazer uma reavaliação quanto a abertura de serviços não essenciais no final do mês. Essa abertura deve ser gradual e não pode ser à toa”, acrescentou.

Novo decreto

Trabalhadores da iniciativa privada e do serviço público de Teresina que prestam serviços essenciais deverão usar máscaras em seus locais de trabalho. A determinação está prevista no decreto Nº 19.647, assinado nesta semana pelo prefeito Firmino Filho, de acordo com Nota Informativa do Ministério da Saúde, determinando ainda o fornecimento de outros Equipamentos de Proteção Individual (EPIs). A medida tem como objetivo evitar a disseminação do novo do coronavírus em Teresina.

Número de mortes por coronavírus sobe para 10 no Piauí, diz Sesapi  - Imagem 2