mais

Número de mortes por Covid-19 supera população de 99% das cidades do país

Brasil atingiu a marca de 452 mil óbitos, superando o número de habitantes de municípios como Santos e Maringá

O Brasil atingiu, nesta terça-feira (25), mais um trágico patamar da pandemia do novo coronavírus. Após registrar 2.173 mortes nas últimas 24 horas, o país ultrapassou a triste marca de 450 mil vidas perdidas para a doença, superando o número de habitantes de 99% dos municípios brasileiros.  

De acordo com os dados divulgados pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), o Brasil acumula -- desde o início da pandemia -- 452.031 mil vítimas da covid-19. Nos últimos meses, o ritmo de óbitos acelerou forma desordenada, registrando cerca de 13,4 mil mortes por semana.

Em números absolutos, o Brasil é o segundo país no ranking de mortes provocadas pelo vírus, atrás apenas dos Estados Unidos, que registrou 589 mil óbitos. Com relação aos novos diagnósticos da doença, foram contabilizados 73.453 nas últimas 24 horas em todo o território nacional.

Brasil acumula mais de 16 milhões de casos da doença | Arquivo/Agência BrasilBrasil acumula mais de 16 milhões de casos da doença | Arquivo/Agência Brasil

Ainda segundo o Conass, o número de casos da doença supera os índices populacionais de qualquer cidade brasileira. Até o momento, o Brasil acumula mais de 16 milhões de diagnósticos positivos da covid-19. 

Mortes ultrapassam número de habitantes de 99% das cidades brasileiras

O índice de mortes provocadas pela covid-19 supera o número de habitantes de mais de 99% das cidades brasileiras. De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE), o Brasil tem 5.570 municípios.

No entanto, apenas 52 cidades (ou 0,93% do total) possuem população acima de 452 mil habitantes. Com a atualização do boletim, o número de mortes em decorrência do novo coronavírus ultrapassa o de habitantes de municípios como Santos (433.656), no litoral paulista, e Maringá (430.157), no Paraná. 

Estados com maior número de casos e mortes

Ainda segundo o Conass, São Paulo é o estado que contabiliza o maior número absoluto de casos e mortes por complicações da doença. Desde o início da pandemia, foram registrados 3.210.204 casos e 108.575 mil óbitos.

A taxa de ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no estado também permanece alta. De acordo com a Secretaria de Saúde (SEADE), o índice é de 80,5% no estado e 77,3% na Grande São Paulo. 

Em seguida no ranking de mais óbitos, aparecem os estados do Rio de Janeiro (49.672) e Minas Gerais (39.176). Já as unidades federativas que contabilizaram menos mortes foram Roraima (1.610) e Acre (1.649). 

As informações são do SBT News

Tópicos

comentários

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Desbloquear Notificações

Como desbloquear notificações

Na barra de endereço, clique no cadeado e em Notificações escolha a opção permitir, como na imagem abaixo

desbloqueio de notificação push

Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail