A aprovação pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa)aconteceu há meses e agora os medicamentos antivirais, em pílulas, contra Covid-19 finalmente chegarão ao Brasil. A previsão será as próximas semanas.

 O Ministério da Saúde informou ao GLOBO que assinou o contrato para compra de tratamentos Paxlovid, da Pfizer, e que as primeiras remessas devem desembarcar no país em breve. 

O Ministério não fala em quantidade, mas médicos falam na possibilidade que sejam 100 mil tratamentos, nesse primeiro acordo. A Pfizer, por sua vez, não dá datas e diz que a previsão de chegada é "em breve".

Antiviral para combater a Covid-19 deve chegar ao Brasil nas próxima semanas- Foto: Unsplash/Fusion Medical AnimationAntiviral para combater a Covid-19 deve chegar ao Brasil nas próxima semanas- Foto: Unsplash/Fusion Medical Animation

Outro antiviral

A farmacêutica MSD, responsável pelo Molnupiravir — outro antiviral — não recebeu o aval para entrar no SUS. Em razão disso,  deve chegar ao país, neste primeiro momento, se outra forma: a oferta para iniciativa privada, em farmácias, hospitais e clínicas.

— Os primeiros tratamentos devem chegar ao Brasil na primeira quinzena de outubro. Entendemos que há uma população desassistida, porque ainda não há tratamento antiviral disponível, (portanto) queremos trazer para o mercado privado. O uso emergencial não é restrito a hospitais, a intenção é colocar em farmácias também — afirmou ao GLOBO Mário Ferrari, diretor de negócios da MSD.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) que concedeu autorização de uso emergencial ao medicamento informou por meio de nota que “a autorização de uso emergencial pela Anvisa para medicamentos no âmbito da Covid-19 é feita preferencialmente para o uso em programas públicos. No entanto, não há restrição para o uso destes medicamentos pela rede privada”.