Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Veja o que se sabe sobre o 1º caso de reinfecção de Covid-19 no mundo

Cientistas de Hong Kong anunciaram, na segunda-feira (24), a confirmação do primeiro caso de reinfecção pela doença.O paciente, um homem de 33 anos, se infectou com o vírus pela segunda vez depois de viajar à Espanha. Na primeira vez, teve apenas sintomas leves. Na segunda, não apresentou sintomas. Veja o que se sabe até agora.

Slide 6 de 7
Compartilhe

6. Ter anticorpos garante imunidade?

Ainda não se sabe ao certo. Depois de um tempo, os anticorpos tendem a sumir, mas existe um outro tipo de resposta imune, das células T, que também ajuda no combate ao coronavírus.

Há estudos que apontam que essa resposta, a chamada resposta imune celular, dura mais tempo que a dos anticorpos (a resposta imune humoral). Além disso, esse tipo de célula já foi encontrado mesmo em pessoas que não tiveram os anticorpos detectados.

No caso do paciente de Hong Kong, apesar de ele ter tido a primeira infecção pelo coronavírus, não foram detectados anticorpos assim que ele foi infectado pela segunda vez – eles só apareceram depois de cinco dias. Isso pode indicar, segundo os cientistas, duas possibilidades:

Para os cientistas, essa falta de respostas nos anticorpos pode ter consequências tanto para tornar possível que as pessoas tenham o coronavírus mais de uma vez quanto na gravidade da doença.

"Apesar de nosso paciente ser assintomático na segunda infecção, é possível que a reinfecção em outros pacientes resulte em uma infecção mais severa", alertam.

Mas eles destacam que é possível que o paciente tenha desenvolvido os anticorpos depois da primeira vez que ficou doente – isso pode apenas não ter sido detectado pelos testes.

Ao mesmo tempo, os pesquisadores lembram, também, que a resposta imune das células T pode ter um papel em melhorar a severidade da doença na segunda infecção. (Os cientistas de Hong Kong não falaram sobre essa resposta no paciente reinfectado).

Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar