Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Wellington Dias garante reserva de vacinas para todos os piauienses

Primeiro vacinado, Joaquim Parente destacou a simbologia da vacinação na guerra contra o novo coronavírus, apontando que agora é possível ver uma luz ao final do túnel.

Compartilhe

Pouco mais de 24 horas após a aprovação do uso emergencial das vacinas Coronavac e Oxford/Astrazeneca pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o Governo do Estado conduziu a vacinação contra a Covid-19 dos seis primeiros piauienses na tarde desta segunda (18), para o momento histórico foram escolhidos: o médico obstetra Joaquim Vaz parente, de 76 anos, que atua há 45 anos na da Maternidade Dona Evangelina Rosa, já realizou em torno de 20 mil partos em toda sua vida profissional, e fez o terceiro parto da história da MDER; a enfermeira Sheyla Barbosa dos Santos de 33 anos, que atua na UTI Covid-19 do Hospital Natan Portella, e foi responsável por receber o primeiro paciente com o vírus na unidade de saúde; a técnica de enfermagem Marta Regina de Sousa Madeira, de 42 anos, funcionária do Hospital Getúlio Vargas; a técnica de enfermagem Modestina da Silva, de 60 anos, que atua na linha de frente no Hospital Infantil Lucidio Portela;  além da médica pediatra Amariles Borba.

Primeiro vacinado, Joaquim Parente destacou a simbologia da vacinação na guerra contra o novo coronavírus, apontando que agora é possível ver uma luz ao final do túnel. "Depois de uma estrada sinuosa permeada de momentos de escuridão, esse momento pode ser coroado com o aparecimento dessa luz no fim do túnel que para nós pode representar a primeira barreira a ser erguida contra essa pandemia que tanto tem assolado o mundo, é com grande satisfação que me dispus a tomar essa primeira dose da vacina. Quero agradecer a Deus a partir de agora estar no processo de imunização contra o coronavírus". 

 

Presidente da Fundação Municipal de Saúde (FMS), o médico Gilberto Albuquerque enalteceu a parceria entre as mais distintas esferas do Poder, reverberando que a união dos entes fará com que possamos vencer a pandemia. "Teremos em poucos dias mais de 11 mil pessoas que estarão livres dessa doença, diante dessa pandemia quando chega nosso principal defensor temos que agradecer a Deus por permitir desenvolvê-las, as instituições e autoridades que tornaram isso possível, reitero o agradecimento a todos homens e mulheres que tornaram isso possível, eu sei o quanto se tem medo e insegurança quando se contrai essa doença, sei toda a evolução, acompanhei mais de 600 pacientes e garanto a vocês, não existe homem forte, no momento em que fiz meu exame e encontrei alteração pulmonar, garanto que toda segurança, firmeza, começa a balançar. O que puder fazer para reforçar a saúde, integrar, nós faremos. Unidos seremos mais fortes e teremos mais resultados para a população".

Por sua vez, o secretário de saúde Florentino Neto afirmou que está empenhado em garantir o sucesso da campanha de vacinação, com toda a parte logísica, de segurança e supervisão. "Estaremos promovendo esse espírito de congraçamento e seremos vencedores, a campanha de vacina é exitosa com a participação de todos, atuaremos na distribuição de insumos, na logística adequada, supervisão".

Na solenidade, o governador Wellington Dias indicou que após assegurada a quantidade de doses garantida pelo Plano Nacional de Imunização (PNI) ao Piauí, o Estado reservará o número necessário para imunizar toda a população. "Teremos vacina para toda demanda de vacinação do Piauí, definida a quantidade assegurada pelo PNI, o Piauí já fez reservas do número necessário para os 3,2 milhões que vivem no Piauí".

O líder estadual enalteceu o Sistema Único de Saúde e afirmou que vamos vencer o coronavírus.  "O gesto de vocês aqui hoje é mais do que simbólico, no Piauí vamos participar e nos vacinar em cada município deste Estado, poisa sabemos que o ato de vacinar não é egoísta, pensando apenas na sua preservação, o ato de vacinar é um ato de respeito ao outro, de responsabilidade para que tenhamos condições de que com o ato da nossa vacina tenhamos a prevenção do ato. Já no aeroporto montamos toda estratégia para levar vacina à todo o Piauí.

Me lembro ainda em fevereiro quando tivemos a primeira notícia do coronavírus, lembro em março do medo, era uma luta que não era simples e a situação foi se agravando, os hospitais se enchendo, nossa vizinhança em um dado momento num nível de colapso, e no Piauí não tínhamos dúvidas: vamos vencer. E em meio a uma disputa de toda ordem, os cientistas que se dedicaram para esse momento, ali quando estávamos neste momento onde parecia que não tinha mais jeito chegaram os primeiros sinais de vacina, e a vacina é a principal arma desse inimigo, o medo continua, mas a partir de hoje voltamos a dizer que vamos vencer o coronavírus. A partir de hoje não quero ver conversa é de Norte a Sul do Piauí todo mundo se vacinando. Do que já temos acertado vamos até abril alcançar 50 milhões de doses e um objetivo que está no SUS, vacinar esse primeiro grupo de 50 milhões de pessoas vai significar uma redução no número de internações, no número de óbitos. A esperança chegou e vamos vencer". 

Todo o ato foi transmitido ao vivo com exclusividade pela Rede Meio Norte; na ocasião, a jornalista Cinthia Lages se emocionou com o momento histórico, um sentimento compartilhado com todos os piauienses.

ASSISTA A SOLENIDADE DE VACINAÇÃO:




Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar