Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

6 em cada 10 brasileiros não sabe o que é Doença do Refluxo

A enfermidade é crônica e ocorre quando o fluxo de parte do conteúdo do estômago retorna para o esôfago, causando azia, regurgitação, entre outros sintomas

6 em cada 10 brasileiros não sabe o que é Doença do Refluxo
| Reprodução internet
Compartilhe
Google Whatsapp

60% dos brasileiros não sabe o que é a Doença do Refluxo Gastroesofágico (DRGE) e pouco mais de um em cada quatro pessoas apresentam um ou mais sintomas, mas não a relacionaram com a enfermidade. É o que revela a pesquisa “Mapa dos problemas digestivos do Brasil”, conduzida pela GFK e encomendada pela Takeda, farmacêutica com mais de 237 anos de história e líder de mercado na área de gastroenterologia. O levantamento ainda aponta que entre aqueles que conhecem a enfermidade (40% dos respondentes), são as mulheres (45%) que tem o maior conhecimento sobre a enfermidade em relação aos homens (34%).

De maneira geral, elas se mostram mais sensíveis do que os homens e se sentem mais incomodadas no dia a dia pelos sintomas. O percentual de mulheres que se queixam que o refluxo afeta muito o bem-estar é mais que o dobro do percentual de homens que faz a mesma declaração: 38% x 16%.  Em uma escala de 0 (não afetou o bem-estar) a 10 (afetou muito o bem-estar), os principais incômodos, para ambos os gêneros, são ‘acordar no meio da noite’ (média de 6,97), sendo seguido pela gastrite (6,75). Já sentir gosto azedo ou amargo na boca é o sintoma que gera menos inconveniência nos pacientes (4,99).

 Devido à desinformação, muitos tendem a achar que problemas gástricos se curam sozinhos. Cerca de um terço dos respondentes declara que ‘não faz nada e deixa a crise passar’, sejam os sintomas leves, moderados ou graves, e apenas 13% das pessoas que apresentam sinais mais acentuados procuram um médico especialista ou um pronto-atendimento. A grande questão é que não ir ao médico acarreta no tratamento inadequado e, possivelmente, traz consequências graves à saúde¹.

 “É preciso esclarecer que estamos falando de uma doença crônica e não um sintoma e, por isso, ainda existam certas dúvidas. A Doença do Refluxo Gastroesofágico ocorre quando o fluxo de parte do conteúdo do estômago retorna para o esôfago. Este refluxo pode provocar vários sintomas, como a azia e a regurgitação. Em alguns pacientes dor torácica, faringite, tosse, asma brônquica, disfonia e pigarro também são manifestações da doença encontradas”, explica Dr. Décio Chinzon, doutor em Gastroenterologia pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP).


Siga nosso canal no telegram
Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Localização

Definir a localização padrão

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Fique por dentro

Receba notícias quentinhas diretamente no seu whatsapp

Continuar

Falta pouco, agora escolha as categorias que deseja receber notícias

Aperte (ctrl + clique) para selecionar vários
Pronto!

Agora você passará a receber novidades diretamente no seu whatsapp.

Termos de uso

Texto

Política de privacidade

Texto