A bombástica entrevista de Meghan Markle e príncipe Harry a Oprah pode ter representado o fim de carreira para Sarah Mhlanga. A inglesa, de 38 anos, trabalha como sósia de Meghan, faturando cerca de R$ 2,3 mil por aparição, nos tempos em que Meghan ainda posava com Kate Midleton e a rainha Elizabeth. Informações do Extra.

Só que, depois das pesadas acusações (incluindo de racismo por algum membro da realeza) feitas pela americana, a vida de Sarah, moradora do noroeste da Inglaterra, virou um inferno. A plebeia vem sofrendo perseguições e abusos nas redes sociais, especialmente dos defensores da monarquia.

Sarah com sósia de Harry em evento na Inglaterra Foto: Reprodução/InstagramSarah com sósia de Harry em evento na Inglaterra Foto: Reprodução/Instagram

Essas pessoas, diz Sarah, estão usando a sósia como um "saco de pancadas" já que não podem atingir a original. Como a duquesa de Sussex está se tornando cada vez mais impopular no Reino Unido, passar-se por ela pode ser um trabalho de alto risco. Sem contar que a entrevista fez com que Meghan, mesmo na forma de uma imitadora, seja considerada persona non grata em eventos.

"Recebo mensagens dizendo que eu deveria me envergonhar de representar Meghan. Eu a amo, mas receio que agora ninguém mais queira me contratar", disse Sarah, de acordo com reportagem do "Daily Star".

Sarah é sósia de Meghan Markle Foto: Reproduçãol/InstagramSarah é sósia de Meghan Markle Foto: Reproduçãol/Instagram

Um detrator chegou a dizer que Sarah, que faz parr com um sósia de Harry, deveria desistir da "mulher mais odiada do mundo".

Sarah é sósia de Meghan Markle Foto: Reproduçãol/InstagramSarah é sósia de Meghan Markle Foto: Reproduçãol/Instagram